Fabricante de chips de Taiwan vai construir fábrica inteligente para fazer face à escassez de talentos

A empresa, que está envolvida em testes e embalagem de semicondutores, será a primeira a implantar uma rede autónoma 5G mmWave NR-DC nas suas instalações, para tornar a automatização mais rápida, estável e eficiente.

Por Francisca Domínguez

A dificuldade em encontrar talento especializado na indústria de semicondutores, aliada a uma procura crescente de chips a nível mundial, está a levar as empresas de chips a procurarem formas de tornar o seu fabrico mais eficiente. A ASE, empresa de Taiwan dedicada a testes e embalagem de chips, anunciou a construção de uma fábrica inteligente para automatizar os seus processos.

Segundo a Reuters, a nova fábrica em Kaohsiung será alimentada pelo sistema Snapdragon, da Qualcomm, com sede nos EUA, e será a primeira no mundo a implementar uma rede autónoma de 5G mmWave NR-DC (nova conectividade rádio-dual). Isto permitirá à ASE ter processos mais rápidos, mais estáveis e mais eficientes.

Numa declaração, o CEO da ASE, Tien Wu, afirmou: “Esperamos liderar pelo exemplo e inspirar mais agentes da indústria a contribuir para a construção de um cluster global de fabrico e equipamento inteligente e resiliente”.

A empresa, que é um fornecedor da Apple, iniciou a sua viagem em direção à automatização em 2015, como forma de contrariar a falta de talento no setor dos semicondutores. O esforço tem sido enorme: já têm 27 fábricas inteligentes em Taiwan e planeiam abrir mais 10 até ao final do ano.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado