Eurotux reforça portefólio Sophos com soluções Zero Trust Network Access

A solução da Sophos foi concebida para responder aos mais exigentes cenários de cibersegurança.

A empresa de Braga disponibiliza aos seus clientes esta solução da Sophos, que cumpre os princípios do zero trust: não confiar em nada, verificar tudo. Os utilizadores individuais e os dispositivos tornam-se o seu próprio perímetro micro-segmentado, constantemente validado e verificado. Com a solução de ZTNA, os utilizadores deixam de estar “na rede” com toda a confiança implícita e acesso que normalmente lhe são inerentes. Este enquadramento facilita por exemplo a gestão de uma equipa geograficamente dispersa e a dispersão de equipamentos – como acontece em situações de trabalho em casa ou trabalho remoto no geral. Além disso, é disponibilizada na cloud e gerida e integrada na Sophos Central, a plataforma de gestão e reporting na cloud deste fabricante.

Com a solução que a Eurotux disponibiliza, as empresas podem gerir o ZTNA a partir da cloud, em qualquer lugar, em qualquer dispositivo, assim como integrá-la de forma célere com outros produtos Sophos, como as soluções de Endpoint, Firewall, Wireless, Mobile, Server, e muito mais. Além disso, têm acesso a uma visão geral da atividade aplicacional e da postura de segurança a partir de um único dashboard.

Enquanto que as soluções VPN permitem o acesso remoto protegido democratizado a todos os recursos de rede da empresa, a solução ZTNA assegura uma política de privilégios de acesso por aplicação, garantindo assim que determinadas funções acedem só e apenas aos recursos aplicacionais de que realmente necessitam e somando um layer adicional de segurança.

As vantagens de ZTNA
A Eurotux identifica várias vantagens de utilização de soluções ZTNA, e especificamente quando em comparação com uma abordagem baseada em acesso com VPN. Entre as principais mais-valias, destaque para:

Indicada para trabalho remoto: As soluções ZTNA são uma solução de simples gestão do acesso remoto dos colaboradores que trabalham a partir de casa. Torna a implementação e o enrollment mais fáceis e flexíveis, substituindo a complexidade do que seria a utilização de uma VPN com algo muito menos intensivo no que respeita ao consumo de recursos. É também mais transparente e mais simples para o utilizador que trabalha remotamente.

Concebida para acesso segmentado: Ao contrário do acesso por VPN, que confere tradicionalmente acesso do staff da empresa a toda a rede, o ZTNA foi concebido para conceder acesso segmentado a aplicações específicas. Afinal, um membro da equipa de marketing não precisa de aceder à partida a plataformas financeiras, certo?

Permite segmentação aplicacional: As soluções ZTNA proporcionam maior segurança de aplicações através da micro-segmentação, a integração do status de “saúde” do dispositivo nas políticas de acesso, a verificação contínua da autenticação e a eliminação do movimento lateral inerente à utilização de VPN.

Impede propagação de ransomware: As soluções ZTNA eliminam um vetor de ataque comum aos ataques de ransomware e outros ataques de infiltração na rede. Uma vez que os utilizadores ZTNA já não estão “na rede”, as ameaças que, de outra forma, poderiam ser propagadas através de VPN não têm para onde ir com ZTNA.

Onboarding simples de novas aplicações e utilizadores: O ZTNA permite uma melhor segurança e mais agilidade em ambientes em rápida mudança, caracterizados com cenários em que os utilizadores entram e saem na rede. É possível instalar novas aplicações de forma rápida e segura, cadastrar ou desativar utilizadores e dispositivos e obter informações sobre o estado e utilização das aplicações.

Ricardo Oliveira, Consulting Services Director da Eurotux, explica que «o tradicional acesso remoto através de VPN transmite frequentemente uma falsa sensação de segurança numa altura em que as empresas têm a sua força de trabalho total ou parcialmente em trabalho remoto. A solução de ZTNA da Sophos que a Eurotux agora disponibiliza permite aplica um layer adicional de segurança e é facilmente integrada com outras ferramentas de segurança para garantir os máximos níveis de proteção a utilizadores, aplicações e dados».




Deixe um comentário

O seu email não será publicado