Sonae IM lidera ronda de financiamento de 12 milhões de euros da Hackuity

A Hackuity é uma startup francesa que desenvolveu um software para gestão de vulnerabilidades com base na análise de risco.

Fundada por Patrick Ragaru e Pierre Polette, ex-fundadores de outra empresa de cibersegurança e veteranos da Orange Cyberdefense, um dos principais players em segurança na Europa, a Hackuity disponibiliza às equipas de cibersegurança e respetivos gestores uma plataforma que permite agregar e priorizar a remediação das fragilidades da empresa, para que estas não venham a ser exploradas em ciber ataques.

A aceleração da transição das tradicionais infraestruturas de TI para ambientes cloud e híbridos, a natureza emergente de aplicações distribuídas e o crescimento da exposição digital das empresas, resulta num desafio significativo para as equipas de cibersegurança, seja das pequenas como das grandes organizações. A complexidade exponencial dos novos ambientes virtualizados traduziu-se numa fragmentação incontrolável de ferramentas e processos de cibersegurança, o que dificulta consideravelmente a capacidade das empresas na identificação, priorização e remediação das vulnerabilidades que mais impacto podem ter no respetivo negócio.

A Hackuity reinventa a Gestão de Vulnerabilidades ao permitir normalizar e agregar numa única plataforma a informação proveniente de todas as fontes de identificação de vulnerabilidades, sejam elas automáticas ou manuais. A Hackuity permite assim que os seus clientes obtenham rapidamente uma visão global do estado da sua segurança.

Além disso, ao recorrer a advanced analytics e machine learning, a startup revoluciona a remediação, priorização e orquestração de vulnerabilidades trabalhando de forma holística todas as dimensões TI dos seus clientes, desde a infraestrutura, esteja ela na cloud ou baseada em código, até ao ciclo de vida do desenvolvimento aplicacional ou mesmo ao nível da aplicação.

“A Gestão de Vulnerabilidades, uma prática basilar em cibersegurança, tornou-se cada vez menos relevante ao longo dos anos, levando muitas organizações a ser notícia devido a ciberataques que poderiam e deveriam ter sido evitados”, afirma Patrick Ragaru, CEO e cofundador. “Temos a missão de revolucionar esta prática e de permitir que as empresas quantifiquem e melhorem objetivamente a sua segurança. As organizações, sejam elas grandes ou pequenas, e onde quer que estejam, devem ser capazes de gerir os seus negócios com tranquilidade, sabendo que o seu estado de segurança é sólido e capaz de enfrentar serenamente as vagas incessantes de ciberataques que ocorrem por todo o mundo”.

“As atuais infraestruturas de TI, na cloud ou em outros meios, são enormes volumes de dados estruturados e não estruturados que os clientes não podem esperar compreender na totalidade. Os especialistas de cibersegurança claramente não conseguem acompanhar as inúmeras vulnerabilidades, de todas as naturezas, que afetam a estrutura digital das suas organizações”, diz Carlos Moreira da Silva, Partner da Sonae IM. “Para eles, a Hackuity é uma plataforma de cibersegurança que vem revolucionar as suas atividades. A solução agrega vulnerabilidades de todas fontes de dados e fornece às equipas de segurança, de forma normalizada e digerível, a inteligência necessária para poderem priorizar dos seus esforços de remediação. Estamos muito entusiasmados por colaborar com o Patrick e a sua equipa em levar esta inovação ao maior número possível de especialistas e melhorar a ciber-resiliência da nossa sociedade”.

“Temos orgulho em continuar a apoiar a Hackuity. Desde o nosso primeiro investimento em 2021 a equipa deu passos consideráveis no sentido de alcançar a sua visão de corrigir os problemas fundamentais que permitem a ocorrência de ciberataques”, acrescenta Antoine Troesch, responsável de investimentos da Caisse des Dépôts. “Com uma tecnologia amplamente testada e uma comprovada adequação do produto às necessidades do mercado, a Hackuity está mais do que preparada para enfrentar os seus próximos desafios e para proteger tanto entidades públicas como privadas”.

Este investimento vem ainda no seguimento da recente nomeação como Chief Revenue Officer de Pierre Samson, antigo vice-presidente sénior para a Ásia e Pacífico da Alcatel-Lucent e com vários anos de experiência em cibersegurança, demonstrando o forte reconhecimento que a Hackuity criou em torno da sua tecnologia, na segunda metade de 2021 e no início de 2022.

Desde a sua fundação, a Hackuity tem apoiado dezenas de clientes nas suas estratégias de cibersegurança, onde se incluem algumas das organizações mais ameaçadas e exigentes do mundo, ao mesmo tempo que expande internacionalmente, contando atualmente com escritórios em Paris e Singapura.

Com um mercado já estabelecido e uma comprovada adequação do produto às necessidades dos seus clientes, a Hackuity irá agora acelerar a sua estratégia central durante 2022 e 2023, incluindo, (i) a aceleração da expansão para todos os principais mercados internacionais, com base no seu comprovado sucesso na Europa e na Ásia; (ii) o reforço da excelente equipa de engenharia, com foco na diversidade e inclusão; (iii) a manutenção da sua capacidade de desenvolvimento constante e ágil, continuando a ser uma referência de mercado a nível de inovação e visão; (iv) a continuação da construção de uma experiência de cliente global de referência, desenvolvendo ainda mais as suas comunidades de clientes e utilizadores.

Sendo a ciber-insegurança uma ameaça existencial às empresas por todo o mundo, a missão da Hackuity é mais relevante do que nunca.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado