Companhia das Lezírias confia na Eurotux para uma evolução tecnológica à prova de futuro

Com a rápida expansão da sua atividade e consequente crescimento das infraestruturas da Companhia das Lezírias, tornou-se imperativo assegurar que todos os sistemas eram geridos e mantidos de forma adequada.

A Companhia das Lezírias, constituída sob a forma de Sociedade Anónima de capitais exclusivamente públicos, é a maior exploração agropecuária e florestal existente em Portugal, compreendendo a sua área a Lezíria de Vila Franca de Xira, a Charneca do Infantado e o Paul de Magos. Gere ainda, por concessão do Estado a 30 anos, a Coudelaria de Alter. 

A maior propriedade da Companhia das Lezírias é a Charneca do Infantado, com cerca de onze mil ha. De uso essencialmente florestal (8.500 ha), predomina o montado de sobro (6.570 ha) e é aqui que se situam as principais culturas de exploração direta – arroz milho, vinha e olival. Nesta área, e na restante, existem prados e pastagens naturais (5.800 ha no total) onde se alimentam, em regime extensivo, mais de três mil cabeças de gado bovino e a eguada de Puro Sangue Lusitano da Coudelaria Companhia das Lezírias.

Face à importância dos seus ativos, e pelo facto de ser detida pelo Estado, a gestão do património da Companhia das Lezírias (CL) é norteada pela procura da sustentabilidade em todas as vertentes e pela maximização do serviço público.

O desafio

O maior desafio identificado pela CL passava por garantir que todos os sistemas informáticos eram devidamente mantidos por uma organização qualificada. Com a rápida expansão da sua atividade e consequente crescimento das infraestruturas da Companhia das Lezírias, tornou-se imperativo assegurar que todos os sistemas eram geridos e mantidos de forma adequada.

A gestão informática, que pode ser muito complexa, e porque evolui muito rapidamente, é uma área que a equipa da CL nunca deixou de valorizar, em paralelo com a estratégia da empresa.

A solução

A Eurotux ajudou a assegurar a robustez e versatilidade das plataformas da CL. A possibilidade de as equipas terem acesso a todos os sistemas em qualquer altura e lugar é uma necessidade atual, que a Eurotux implementou sem nunca esquecer os inerentes desafios de segurança. Para além dos trabalhos de substituição e virtualização e gestão adequada do parque informático de computadores pessoais, foram otimizados os processos de backup de dados.

Jorge Paiva, Diretor Comercial da Eurotux, relembra que “um cliente com o perfil da Companhia das Lezirias, que está inserido num ambiente eminentemente rural e que não tem um departamento IT, exige uma atenção especial no fornecimento das infraestruturas informáticas e nos serviços associados”. Com a parceira com a Eurotux, estes serviços estão a ser assegurados quase exclusivamente de forma remota.

A empresa conta com plataformas on-premise virtualizadas em servidores IBM Power (com sistemas IBM i e Linux) e Lenovo Intel (com sistemas Microsoft) que cruzam soluções proprietárias e soluções open source. Usufrui ainda de soluções na cloud (para correio electrónico por exemplo) e com um layer de segurança robusto, garantido pela implementação de soluções Sophos. Tudo é gerido, mantido e monitorizado pela Eurotux. A Companhia das Lezírias tem acesso a um serviço de help-desk sempre que tal se revele necessário. 

Além disso, foi processada a migração de todos os utilizadores para a plataforma Office 365, essencial para a mobilidade e eficácia obrigatórias na era digital. As políticas de segurança são uma área de especial atenção. Foram melhorados processos e rotinas de forma a proporcionar o ambiente mais produtivo e seguro possível.

O resultado

De acordo com o Dr. Rui Brito, Diretor Administrativo e Financeiro da Companhia das Lezírias, “o trabalho de reestruturação tecnológico implementado assegura as bases para o futuro”. A confiança nas capacidades informáticas da CL foi reforçada através do plano de renovação de equipamentos e estratégias implementadas de forma ponderada e consistente pela Eurotux. Além disso, “a substituição de servidores e a virtualização crescente deste tipo de infraestruturas assim como a renovação do parque informático e incremento dos processos de backup de dados reforçam as bases para que a CL se possa focar no que faz melhor.

A intervenção da Eurotux assegurou ainda que todos os utilizadores têm disponível acesso a todos os sistemas e serviços via VPN, software de produtividade atualizado, assim como a recente migração de todos os utilizadores para 365. De resto, o mesmo responsável assegura que “a Eurotux trouxe a segurança e paz de espírito relativamente aos nossos sistemas informáticos que permitem à CL encarar os desafios de 2022 com ferramentas sólidas e os alicerces para um desempenho de excelência, visando uma maior produtividade e melhoria das condições de trabalho, sempre atentos ao processo de transição digital, conclui o mesmo responsável.

“A relação com a equipa da Eurotux tem sido de extrema cooperação e disponibilidade. Em conjunto, conseguimos analisar e discutir, de forma construtiva, todas as vertentes dos desafios da nossa atividade, e com a competência e experiência da Eurotux alcançar resultados e percorrer caminhos que nos têm levado a progredir de forma muito consolidada.” – Dr. Rui Brito, Diretor Administrativo e Financeiro da Companhia das Lezírias

A Companhia das Lezírias está muito orientada para a sustentabilidade e por isso foi necessário fornecer soluções que garantam uma boa funcionalidade, um bom desempenho mas que fossem simples de operar, e isso foi conseguido, mesmo num ambiente de soluções bastante heterogéneas”, conclui Jorge Paiva, Diretor Comercial da Eurotux




Deixe um comentário

O seu email não será publicado