Microsoft mostra resultados positivos do seu contributo para a transição digital em Portugal

Entre as principais iniciativas previstas no memorando de entendimento, entre o governo português e a gigante americana, este foca-se em rês pilares estratégicos – Pessoas, Empresas e Estado Digital.

Um ano após a assinatura do Memorando de Entendimento, entre o Governo e a Microsoft Portugal, a tecnológica faz um balanço positivo dos resultados já alcançados para reforçar a estratégia de transição digital do País, nos setores público e privado, e acelerar a recuperação económica do mercado nacional.

“Em tempos atípicos, marcados pelo contexto pandémico, em que o digital ganhou uma importância crítica para as pessoas, empresas e setor público, é importante olhar para a transição digital do nosso País como um desígnio de todos”, salienta o Secretário de Estado para a Transição Digital.

Para André de Aragão Azevedo, “Este foi o desafio que a Microsoft Portugal aceitou há cerca de um ano.” Para o Secretário de Estado para a Transição Digital “O balanço que se faz agora, espelha o seu compromisso com esta criação de um Portugal competitivo, que aposta na inovação e capacitado para o futuro. Um Portugal Digital.”

Entre as principais iniciativas previstas no memorando de entendimento e que focam os três pilares estratégicos em que assenta a parceria – Pessoas, Empresas e Estado Digital – destacam-se os seguintes resultados:

Pessoas

No âmbito da Global Skills Initiative, a Microsoft já capacitou mais de 282 mil pessoas em Portugal, superando o objetivo inicial de capacitar 100 mil portugueses até ao final de 2022. A iniciativa prevê o desenvolvimento de competências necessárias para responder aos desafios do atual mercado de trabalho e contexto pós-pandemia e disponibiliza o acesso gratuito a cursos em português, com base em conteúdos da Microsoft, Linkedin e GitHub.

Através da Jornada de Transformação da Educação e no âmbito da renovação da parceria com o Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP), a Microsoft disponibilizou a solução de produtividade e colaboração Microsoft Office Online a 771.000 alunos portugueses e certificou, até ao momento, mais de 12 mil professores.

Empresas

Apostada em dar continuidade ao plano de crescimento de recursos humanos altamente qualificados em Portugal, no espaço de um ano, a Microsoft contratou mais de 300 pessoas, e tem ainda mais de 200 posições abertas.

O programa “Portugal Startup em Startup”, lançado no final de setembro de 2021, e que visa promover a descentralização e o empreendedorismo no interior do país e regiões autónomas, conta já com 19 startups. Nesta área, registou-se ainda um crescimento de 233% no investimento realizado através de serviços cloud no programa Microsoft for Startups, totalizando já 1.535.000€.

Através da rede de Parceiros Microsoft, foram também certificados mais de 2.782 profissionais, nas áreas de Azure, Business Apps e Modern Work.

Estado Digital

A Microsoft superou o compromisso inicial de disponibilizar 20 conteúdos formativos de base tecnológica para funcionários públicos até final de 2022 e realizou já 36 webinars no primeiro ano da parceria estabelecida.

O consórcio Internet Segura impactou ainda 122.277 alunos, 1.252 escolas e 399 voluntários (colaboradores da Microsoft) envolvidos no programa.

De destacar também que, com o objetivo de alcançar a Neutralidade Carbónica até 2030, a Microsoft Portugal estabeleceu um contrato com a EDP para fornecimento de energia 100% renovável e com zero emissões de CO2.

Paula Panarra, Diretora Geral da Microsoft Portugal, afirma: “Num contexto desafiante, os resultados alcançados no primeiro ano de Memorando são muito encorajadores e refletem o compromisso do nosso País com o futuro. Queremos continuar a apoiar a formação, a inovação e a adoção tecnológica, nesta jornada de capacitação digital para que, todos  juntos, sejamos agentes de mudança e de recuperação económica. Estamos orgulhosos do que atingimos no primeiro ano, mas queremos, sem dúvida, superar os objetivos e continuaremos a trabalhar para alcançar mais e melhores resultados”.

A parceria entre a Microsoft e o Governo português visa disponibilizar recursos para a transformação digital, sendo os objetivos principais os de capacitar os portugueses com competências digitais, promover e desenvolver as competências tecnológicas na nova geração, apoiar e acompanhar a transformação digital junto das empresas, apoiar o crescimento, competitividade e escala de startups nacionais com oportunidades globais, suportar a modernização das instituições públicas e a melhorar o serviço ao cidadão. 




Deixe um comentário

O seu email não será publicado