Luís Rodrigues é o novo Diretor de Operações de Centros de Dados da start campus

O engenheiro português, especialista em gestão e operações de Data Centres, era, até agora, Data Centre Operations Manager na Google nos Países Baixos, onde geria um dos maiores.

Luís Rodrigues é o novo Diretor de Operações de Centros de Dados da start campus, projeto SINES 4.0% assumindo a gestão da operação do Hyperscaler Data Centre 100% sustentável a desenvolver em Sines que, quando estiver concluído, será um dos maiores a nível europeu.

O engenheiro português, especialista em gestão e operações de Data Centres, era, até agora, Data Centre Operations Manager na Google nos Países Baixos, onde geria um dos maiores.

Data Centres da multinacional norte-americana na Europa. Ao longo da sua passagem pela Google Luís Rodrigues passou, nos últimos oito anos, pela liderança de diversos Data Centres na Europa como Espanha, Itália e Finlândia.

Até entrar na Google, Luís Rodrigues foi Facility and Project Manager na P LM, em Lisboa, onde trabalhou em dois Data Centres da IBM e um da Portugal Telecom. Antes disso foi Facility and Project Manager na LMGE/ também em Lisboa, onde trabalhou na gestão e manutenção de diversos Data Centres como IBM Alfragide, SIBS, Montepio e Telvent.

Ao todo, Luís Rodrigues conta com cerca de 14 anos de experiência em operações de Data Centres. E licenciado em Engenharia Mecânica pelo/ a Instituto Superior Técnico de Lisboa (IST)/ onde se especializou em Termodinâmica aplicada. Tem um mestrado em Energia Eólica pela Universidade Técnica da Dinamarca (DTU).

Luís Rodrigues, Diretor de Operações de Centros de Dados da start campus diz, estar “entusiasmado com esta nova missão. É um privilégio ter a oportunidade de contribuir no desenvolvimento de um projeto tão inovador e desafiador. E, também, um orgulho fazer parte de uma grande equipa e ajudar a ter um impacto positivo no meu país, Portugal”.

Luís Rodrigues irá trabalhar no desenvolvimento operacional da primeira fase do SINES 4.0 o NEST/ o primeiro Data Centre do futuro Campus que terá 15MW de capacidade, será 100% verde, que terá disponibilidade para 1 a 6 clientes (6 espaços de 2,5MW com uma área total de 5000m2) e cujo valor de investimento é de 100 Milhões de Euros. O NEST deverá estar operacional no início de 2023 (QI).




Deixe um comentário

O seu email não será publicado