Natixis em Portugal vai recrutar 400 colaboradores este ano

A empresa procura perfis das áreas das Banca, Finanças, Economia, Gestão, Direito e Tecnologias de Informação com diferentes níveis de senioridade.

A Natixis em Portugal, que tem no Porto o seu Centro de Excelência, pretende contratar mais 400 colaboradores até ao final do ano. A empresa procura profissionais com diversos níveis de senioridade nas áreas da Banca, Finanças, Economia, Gestão, Direito e Tecnologias de Informação.

Estes novos profissionais integrarão equipas de Back-Office, Compliance, Sanções e Embargos, Know Your Customer, Know Your Supplier, Purchasing, Operações Financeiras, Gestão de Risco, Gestão de Recursos Humanos, entre outras, apoiando atividades em diferentes países e áreas de negócio. Nas áreas de TI, a Natixis continua a procurar DevelopersApplication Support EngineersBusiness AnalystsQA Analysts, entre outras funções.

Nas 400 posições em aberto incluem-se vagas para perfis mais juniores, tendo sido criado a campanha “We want your brain”, direcionada para jovens elegíveis para estágios profissionais do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP). Os recém-licenciados, sejam de formação tecnológica, administrativa ou financeira, podem submeter a candidatura através do website: www.wewantyourbrain.com. As restantes vagas para integrar a equipa da Natixis em Portugal, podem ser consultadas diretamente em careers.smartrecruiters.com/NatixisInPortugal/

“Quatro anos depois de termos iniciado o nosso percurso em Portugal, a ambição que temos é de continuar a expandir o nosso Centro de Excelência com o melhor talento. O Porto transformou-se no segundo hub mais importanteda Natixis na Europa, logo depois de Paris, e não temos dúvidas de que a nossa equipa foi um fator essencial para esse sucesso”, refere Etienne Huret, diretor-geral da Natixis em Portugal.

A Natixis instalou o seu Centro de Excelência em TI no Porto em 2017, para internalizar grande parte dos seus serviços tecnológicos – até então assegurados por fornecedores externos ou equipas dispersas geograficamente – e, de forma integrada e transversal, dar suporte tecnológico aos serviços do banco em todo o mundo. O projeto tinha inicialmente como objetivo recrutar 640 colaboradores, mas hoje conta já com 1200 colaboradores, de 21 nacionalidades.

“Apesar do crescimento, a nossa cultura e mindset mantêm-se. Continuamos a ser a melhor combinação de uma estrutura grande e sólida, com o espírito de uma startup. A nossa missão é transformar a banca tradicional ao desenvolver soluções inovadoras para o banco em termos de negócio, operações e cultura de trabalho no mundo inteiro. Para isso, temos de continuar a integrar profissionais que se identifiquem com a cultura da Natixis e que pretendam crescer com este projeto”, acrescenta o responsável.

“Queremos ter na Natixis profissionais de referência e queremos que eles possam ir sempre mais longe, no impacto que têm na empresa e no setor, bem como nas oportunidades que a Natixis lhes possa apresentar. Estamos a investir cada vez mais no crescimento das nossas atividades de suporte à banca, com a aposta na criação de programas de formação específicos com entidades como a Porto Business School e programas de reskilling”, conclui Etienne Huret.

Entre outras condições, a Natixis oferece aos seus colaboradores modelos de trabalho flexíveis; espaços de trabalho colaborativos, disruptivos e inspiradores, com destaque para o terraço, onde se encontra a horta urbana – Natixis Urban Garden –, e para os Labs (laboratórios), com temas específicos e dedicados ao trabalho em equipa; desenvolvimento de carreira, que inclui a possibilidade de mobilidade interna e internacional; parcerias com universidades; programas de formação técnica, liderança, línguas e em competências sociais; e metodologias dinâmicas de trabalho, com base na agilidade, na flexibilidade, no empreendedorismo e na criatividade.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado