John McAfee encontrado morto na prisão de Barcelona

McAfee viveu durante anos fugindo das autoridades dos Estados Unidos quando foi indiciado no Tennessee por sonegação de impostos e acusado de fraude de criptografia em Nova York.

O empresário americano John McAfee, 75 anos, fundador da empresa de antivírus que tem o seu sobrenome, foi encontrado morto na prisão de Sant Esteve de Sesrovires (Barcelona). Tanto seu advogado, Javier Villalba, quanto as primeiras investigações sugerem que o magnata cometeu suicídio. Depois de passar nove meses na prisão catalã, nos últimos dias foi aprovada sua extradição para os Estados Unidos, algo que, segundo Villalba, o empresário queria evitar já que estimava que passaria o resto da vida preso.

“Isto é o resultado de um sistema cruel que não tinha motivo para manter este homem na prisão ” , disse Villalba à Reuters. O advogado, que confirmou o suicídio, acredita que McAfee não aguentou mais estar preso.

McAfee viveu durante anos fugindo das autoridades dos Estados Unidos quando foi indiciado no Tennessee por sonegação de impostos e acusado de fraude de criptografia em Nova York.  Em outubro, foi preso no aeroporto de El Prat quando se preparava para apanhar um voo para Istambul (Turquia) com passaporte britânico. Em 2019 McAfee afirmou não ter pago impostos por motivos ideológicos.

McAfee trabalhou para NASA, Xerox e Lockheed Martin antes de lançar o primeiro antivírus comercial do mundo em 1987. Em 2011, ele vendeu sua empresa de software à Intel e, desde então, não teve mais participação no negócio. No entanto, o programa que ainda tem o seu nome tem 500 milhões de utilizadores em todo o mundo.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado