Prosegur procura startups criativas e inovadoras na segunda edição do COME IN

Esta iniciativa procura startups que tenham um produto ou protótipo funcional, que responda a um dos seis desafios lançados pela equipa de Inovação.

A Prosegur lançou a segunda edição do COME IN, o programa de Inovação Aberta para encontrar soluções para enfrentar os desafios do sector da segurança. A empresa de segurança abre, mais uma vez, as suas portas ao talento e à criatividade das startups que possam fornecer respostas inovadoras para a transformação das atividades da empresa. Na primeira edição, foram apresentadas mais de 300 propostas e sete startups começaram a trabalhar com a Prosegur. 

Esta iniciativa procura startups que tenham um produto ou protótipo funcional, que responda a um dos seis desafios lançados pela equipa de Inovação. O concurso é uma oportunidade para entrar no mundo da segurança, gestão de valores, cibersegurança e transformação digital, com uma empresa líder no setor da segurança privada, que possa validar as soluções tecnológicas propostas, num ambiente real e que permita às startups crescer a uma escala global. 

A segunda edição do COME IN já apresentou seis desafios: quatro das áreas de negócio – Prosegur Security, Prosegur Cash, Prosegur Alarms, Prosegur AVOS (outsourcing de serviços de alto valor acrescentado), Cipher (Cibersegurança) – e um desafio empresarial para a área Jurídica. Os participantes podem apresentar os seus projetos até dia 14 de junho e, posteriormente, as propostas serão avaliadas por um comité de seleção. 

Uma vez avaliadas as candidaturas, os projetos finalistas serão convidados a participar no “Selection Day”, no qual as startups apresentarão as suas soluções ao comité de seleção e aos responsáveis de diferentes áreas e empresas da Prosegur. As empresas selecionadas terão a oportunidade de trabalhar em conjunto com as unidades de negócio da Empresa para desenvolver a proposta de valor do seu produto e lançar um teste piloto. 

Para José Daniel García, diretor corporativo de Inovação da Prosegur, “a primeira edição do COME IN foi um grande sucesso. Recebemos uma multiplicidade de ideias inovadoras num contexto marcado pela incerteza e onde a segurança assumiu um nível de importância muito elevado. Estamos agora a lançar a segunda edição, conscientes de que o desafio é ainda maior. A visibilidade que a segurança ganhou obriga-nos a continuar a elevar o nível de excelência e a exigência em tudo o que fazemos. Neste contexto, sabemos que a colaboração é um elemento essencial e estamos certos de que existem muitos projetos inovadores que precisam de ser explorados e que nos ajudarão a construir o nosso futuro próximo”

Seis desafios para as Startups no COME IN

1. Proteger as pessoas em áreas recreativas através de soluções inovadoras

A Prosegur Security enfrenta o desafio de apoiar a reativação do setor cultural e de lazer, com o regresso de grandes eventos em espaços seguros. A divisão procura soluções inovadoras que facilitem a identificação, acesso e permanência de quem frequenta grandes espaços públicos (teatros, cinemas, discotecas, ginásios, estádios, etc.) através de uma combinação eficaz de segurança e privacidade. 

2. Melhorar o controlo da frota através da análise de dados

A Prosegur Cash procura otimizar a utilização dos seus dados para melhorar a mobilidade da sua frota, a fim de evitar acidentes, reduzir o impacto ambiental e racionalizar a utilização de combustível. Por conseguinte, procuram uma solução que lhes permita extrair todos os parâmetros dos seus veículos blindados e receber avisos precoces de possíveis falhas de veículos através da informação transmitida à sua plataforma de análise de dados. 

3. Desbloquear todo o potencial dos dados recolhidos pelos dispositivos de segurança 

A Prosegur Alarms pretende melhorar a análise dos dados dos seus dispositivos de segurança. A divisão de alarmes da Prosegur procura ideias para detetar potenciais riscos através da informação recolhida pelos sensores, com o objetivo de oferecer uma resposta mais eficaz aos seus clientes. Além disso, a solução deve fornecer os dados sobre diferentes variáveis que permitam aos utilizadores ter uma visão mais completa do que está a acontecer na sua casa, empresa ou veículo. 

4. Como traçar o perfil financeiro dos clientes para mitigar riscos de morosidade de crédito

A Prosegur AVOS, divisão especializada na transformação digital através do redesenho e automatização de processos, procura uma solução que, através da mineração de dados e Inteligência Artificial (IA), os apoiará na tomada de decisões sobre a viabilidade de aplicações para produtos de crédito, empréstimos, etc. Para tal, procuram uma proposta de pontuação de cliente que possa ser integrada com as operações atuais e oferecer um serviço abrangente de gestão de risco.  

5. Melhorar as estratégias de deteção utilizando testes automatizados de Purple Team em ambientes multi-soc (Security Operation Centers)

Cipher, a unidade de cibersegurança da Prosegur, procura as melhores tecnologias e sistemas de gestão para proteger os negócios no mundo digital e oferecer soluções de segurança 24 horas por dia, 7 dias por semana. Com isto, pretende-se desenvolver uma solução que proporcione uma forma distinta de gerir o roteiro da estratégia de deteção de ameaças, criando um diferenciador para os Serviços de Segurança Gerenciados (MSS), e melhorando as suas capacidades avançadas de deteção de ameaças.

6. Automatizar o processo de revisão e análise de riscos de documentação Jurídica 

O departamento Jurídico da Prosegur pretende otimizar a revisão da documentação gerida pela área, através de uma ferramenta que emita uma análise de risco legal para cada um dos textos analisados. Esta análise, supervisionada por um advogado, seria enviada automaticamente ao requerente, que poderia, com base neste relatório, proceder a negociações e/ou mudanças nas condições.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado