BOOST IT fecha 2020 nos €7,6 ME e prevê atingir marco dos €10 ME já este ano

Mais de 80% do negócio da tecnológica nacional vem de mercados externos, sobretudo Europa Central e do Norte. Os objetivos da empresa para 2021 são abrir escritório fora de Portugal, atingir os €10 milhões de volume de negócio e continuar a apostar forte na felicidade dos colaboradores. Contratação de um “Happiness and Retention Manager” dedicado exclusivamente ao bem-estar e evolução dos talentos é chave a estratégia de sucesso para 2021. A empresa tem atualmente 145 colaboradores e 150 vagas em aberto.

A tecnológica portuguesa BOOST IT fechou o ano 2020 com um  volume de negócios de €7,6 milhões, um crescimento de 44% face ao ano anterior. Cerca de  82% da faturação veio de mercados internacionais, com especial destaque para a Europa Central  e do Norte. O objetivo para 2021 é chegar aos €10 milhões, previsão que deverá ser revista em  alta tendo em conta os resultados animadores do primeiro trimestre. 

“Queremos manter o forte ritmo de crescimento que sentimos desde a nossa fundação em  2018, tanto em Portugal como além-fronteiras. O grande desafio que definimos para 2021 em  termos de internacionalização é a abertura de um escritório fora da Europa”, revela Bruno  Ribeiro, CEO da BOOST IT. 

Continuar a atrair e reter o melhor talento, como empresa onde as pessoas se sentem realizadas  e têm oportunidade de crescer a nível pessoal e profissional, é outra prioridade. E que já tem  contribuído decididamente para os resultados. Na edição deste ano do Índice da Excelência, que  analisa as boas práticas de gestão humana, a BOOST IT atingiu o 1º lugar na categoria de médias  empresas, “Criou-se uma mentalidade ganhadora na empresa e as pessoas estão sempre no  centro da nossa estratégia. Quando juntamos a isto o tipo de clientes que conseguimos captar,  com muita sofisticação tecnológica, criamos um ambiente propício à felicidade”, destaca Nuno  Melo, Partner da BOOST IT. 

Para reforçar este posicionamento, a BOOST IT nomeou Filipa Lopes como Happiness and  Retention Manager. Com background em psicologia, Filipa Lopes detém um grande  entendimento e conhecimento sobre comportamento humano e uma carreira na empresa,  sendo agora promovida para este novo desafio. 

“O cenário atual é muito complexo, porque literalmente entrámos com o trabalho para dentro  das nossas casas e das nossas vidas e o grande ponto de honra da BOOST IT tem sido a  personalização. Não podemos ter a mesma abordagem com uma pessoa que vive sozinha que  temos com outra que tem uma família e filhos pequenos. O ponto mais importante é conhecer  os nossos colaboradores e as suas necessidades”, desvenda Filipa Lopes. 

“Tivemos também a preocupação de manter uma cultura de proximidade. Por isso, fazemos  regularmente calls com toda a equipa, temos eventos de team building e estamos sempre a  medir o seu grau de satisfação. Queremos que a BOOST IT seja uma verdadeira grande família  empresarial”, refere Bruno Ribeiro.

“A pandemia acelerou o processo de termos uma pessoa só dedicada a garantir que os nossos  colaboradores estão bem, estão felizes e têm o que precisam do ponto de vista emocional”,  sustenta o CEO. 

A BOOST IT avançou também com a contratação de Fábio Rosa como Business Unit Director, um  profissional com 10 anos de experiência, com o objetivo é criar e fortalecer uma unidade de  negócio principalmente virada para o mercado nacional. 

“O mercado nacional atravessa grandes desafios na captação e retenção de talento altamente  qualificado e, por esse motivo, pretendo apoiar os nossos clientes em Portugal de forma muito  próxima e intensa”, salienta Fábio Rosa. 




Deixe um comentário

O seu email não será publicado