Kaspersky vai co-presidir o grupo de trabalho da Paris Call

A Cigref, associação digital das principais empresas e administrações públicas de França, e a Kaspersky, uma das empresas no setor da cibersegurança, vão gerir em conjunto o Grupo de Trabalho 6 (Working Group 6 ou WG6), que integra a Paris Call for Trust and Security in Cyberspace.

A rápida e crescente digitalização está a transformar as nossas sociedades e economias, trazendo um conjunto vasto de oportunidades para a inovação e para o próprio progresso económico. Contudo, também acarreta riscos relacionados com a segurança das infraestruturas digitais das empresas e organizações – e, adicionalmente, levanta novas questões de ciber-resiliência e confiança.

Desta forma, a Cigref e a Kaspersky acreditam que é necessário desenvolver iniciativas colaborativas entre diferentes agentes, utilizadores, fornecedores e instituições públicas, o que contribuirá para fortalecer a confiança na tecnologia e nas cadeias de fornecimento de Tecnologias de Informação e Comunicação (ICT).

Paris Call for Trust and Security in Cyberspace, lançada pelo presidente francês Emmanuel Macron em novembro de 2018, é atualmente uma das« mais importantes iniciativas do mundo, que envolve diversos agentes de cibersegurança, reunindo mais de 1.100 apoiantes públicos e privados, empresas e organizações, representantes da sociedade civil em todos os continentes. A Paris Call foi desenvolvida para fortalecer a confiança, a segurança e a estabilidade do ciberespaço, em colaboração com os países, governos locais, entidades do setor privado e organizações da sociedade civil.

Como membro da Paris Call, o Ministério da Europa e dos Negócios Estrangeiros decidiu abrir seis grupos de trabalho para explorar oportunidades e ferramentas que possam garantir a estabilidade no ciberespaço a nível mundial. O WG6 tem como objetivo propor ferramentas concretas aos apoiantes da Paris Call, que ajudem a melhorar os níveis de cibersegurança. O grupo é agora codirigido pela Cigref e pela Kaspersky, com o apoio especializado da GEODE, um centro de pesquisa sobre geopolítica no campo de dados.

A Cigref, enquanto apoiante da Paris Call, colaborou com o Ministério da Europa e dos Negócios Estrangeiros para a criação destes grupos de trabalho e está agora empenhada em implementar uma dimensão operacional no seu trabalho“, destaca Arnaud Coustillière, representante da Cigref na Paris Call.

“Nós apoiamos a Paris Call, importante iniciativa com vários stakeholders envolvidos, para garantir a estabilidade no ciberespaço. Em linha com a nossa Iniciativa de Transparência Global (GTI) e assegurando o sexto princípio de segurança do ciclo de vida, iremos dedicar o nosso trabalho, juntamente com o setor, a comunidade técnica, o mundo académico e a sociedade civil, ao desenvolvimento de ferramentas concretas para reforçar a segurança e a resiliência do ciberespaço”, comenta Eugene Kaspersky, CEO da Kaspersky.

“O Ministério da Europa e dos Negócios Estrangeiros tem o prazer de poder contar com a Cigref e a Kaspersky para gerir o trabalho deste grupo, em colaboração com os apoiantes da Paris Call. Acreditamos que os esforços conjuntos dos agentes do setor nos irão ajudar a melhorar o estado da cibersegurança global”, afirma Henri Verdier, Embaixador de Assuntos Digitais em França.

O WG6 irá debruçar-se sobre as questões da confiança e segurança, mapeando primeiramente as iniciativas existentes relacionadas com a segurança de produtos e responsabilidade dos envolvidos. Isto irá permitir a discussão sobre a segurança da cadeia de fornecimento de ICT, sem duplicar as iniciativas mundiais. Ao longo do seu trabalho, o grupo irá também investigar as boas práticas, iniciativas e recomendações existentes, como as recomendações da política da OECD sobre segurança digital e o documento produzido pela Geneva Dialogue sobre “Segurança de produtos e serviços digitais”. Assim, será possível complementar outras iniciativas que planeiam identificar possíveis lacunas e respetivos desafios de implementação. Adicionalmente, o grupo irá debater conclusões e recomendações, que, posteriormente, serão também discutidas e avaliadas pela comunidade da Paris Call.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado