“UBBU – Aprende a Programar” recebe apoio da Siemens

Um projeto que ambiciona aumentar o nível de literacia digital dos alunos do 1º e 2º ciclo do ensino básico, permitindo o acesso gratuito a aulas de programação às escolas que integram o projeto.

Através de conteúdos didáticos e interativos, a “UBBU – Aprende a Programar” pretende estimular a capacidade lógica, algorítmica e de resolução de problemas das crianças, estando provado que a aprendizagem de Ciências da Computação melhora as notas da disciplina de Matemática. Com a UBBU, esta melhoria pode atingir os 17% revelando-se uma forma efetiva de melhorar o aproveitamento dos alunos nas disciplinas diretamente envolvidas, enquanto se estimula o gosto das crianças pelas áreas tecnológicas.

Foi com isto em mente que a Siemens se associou à UBBU, que ambiciona aumentar o nível de literacia digital dos alunos do 1º e 2º ciclo do ensino básico, permitindo o acesso gratuito a aulas de programação às escolas que integram o projeto. 

Os computadores doados no âmbito desta parceria serão usados para equipar salas de informática de agrupamentos de escolas localizados na Amadora, Lisboa, Vila Franca de Xira e Sintra. Estima-se que esta ação possa beneficiar um universo de 5 mil alunos e 200 professores. Numa segunda fase a Siemens pretende envolver os seus colaboradores neste projeto, através da promoção de iniciativas de voluntariado empresarial que promovam proximidade entre os alunos e o contexto das Tecnologias de Informação (TI) na Siemens. Recorde-se que a Siemens dá 16 horas por ano a cada um dos seus colaboradores para que estes possam participar em ações de voluntariado organizadas pela empresa.

A aposta nas áreas STEM, para além de ser foco da Siemens a nível mundial enquanto empresa socialmente responsável, assume especial relevância em Portugal uma vez que é aqui que a empresa tem localizado o seu centro global de tecnologias de informação, o Lisbon Tech Hub, que conta atualmente com uma equipa de cerca de 1200 especialistas.

Este centro de competências, inaugurado em 2014, e em constante crescimento, desenvolve projetos para todo o mundo Siemens, em áreas tecnológicas como a inteligência artificial, big data, desenvolvimento e teste de software, soluções em nuvem, cibersegurança e serviços de infraestrutura de TI.

Para Alf Franzoni, responsável do Lisbon Tech Hub, “a Siemens, enquanto empresa tecnológica e em constante inovação, quer inspirar as gerações mais novas a gostar de ciências e tecnologia e a ambicionar construir uma carreira nestas áreas. Ao estimular a literacia digital e as ciências da computação, acreditamos estar a contribuir para que cada vez mais jovens optem por seguir esta via ao longo do seu percurso académico”.

“Aliás, atualmente, quase todos os empregos na Siemens, especialmente os mais técnicos, exigem algum conhecimento nos campos STEM. E a única forma de ser bem-sucedido na ‘guerra pelos talentos’ que se verifica hoje no mercado, é captando novos recursos para estas áreas. Quem sabe um dia alguns destes jovens possam vir a integrar o nosso Lisbon Tech Hub!”, conclui o responsável.

Atualmente, o Lisbon Tech Hub tem 83 vagas em aberto, procurando diferentes perfis, tais como: DevelopersMachine Learning e Artificial IntelligenceData AnalystCyber Security specialistCloud, Azure Project Managers, entre outros. Estas e outras vagas para a Siemens Portugal podem ser consultadas aqui.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado