Siemens, IBM e Red Hat lançam iniciativa cloud com foco no tempo real de dados IoT

A Siemens, a IBM e a Red Hat vão fornecer uma solução aberta, flexível e a partida mais segura para a indústria gerando valor em tempo real a partir de dados operacionais. No espaço de um mês, uma única fábrica pode gerar mais de 2.200 terabytes de dados de acordo com um relatório da IBM – mas a maioria dos dados não é analisada.

Com desta iniciativa conjunta, a Siemens Digital Industries Software aplicará a abordagem de cloud híbrida aberta da IBM, assente no Red Hat OpenShift, para estender a flexibilidade de implantação do MindSphere à sector da IoT industrial. Esta integração permitirá aos clientes executar o MindSphere localmente, liberando velocidade e agilidade nas operações de fábrica, bem como por meio da cloud para suporte de produto, atualizações e conectividade.

“Os fabricantes de hoje exigem agilidade e flexibilidade para atender às expectativas de produtos de alta qualidade com ciclos de produção mais curtos”, referiu Raymond Kok, vice-presidente de Aplicações Cloud da Siemens Digital Industries Software. “O MindSphere já fornece aos clientes insights baseados em dados para fortalecer as operações por meio da IoT Industrial. Com esta iniciativa junto da IBM e da Red Hat, podemos agora oferecer aos clientes a flexibilidade de escolher operar o MindSphere localmente ou na cloud para melhor atender às suas necessidades operacionais distintas, tornando-os mais eficientes, ágeis e com capacidade de responder às exigências do mercado de hoje.”

“Vemos que a maioria dos dados industriais é gerada fora das TI – em operações de manufatura e cadeias de distribuição – mas para aproveitar as tecnologias digitais, os fabricantes optam por enviar dados para sua cloud privada ou reduzir a tecnologia”, disse Manish Chawla, responsável de Indústria, Energia, Recursos e Produção da IBM. “A nossa colaboração com a Siemens usa a cloud híbrida e oferece aos fabricantes o melhor dos dois mundos: autonomia, velocidade e controle sobre os dados de produção, bem como uma integração perfeita com a empresa.”

“Esta nossa colaboração com a Siemens ajuda a otimizar as operações de manufatura ao potenciar a plataforma Kubernetes e uma abordagem híbrida aberta”, anunciou Darrell Jordan-Smith, vice-presidente de contas globais da Red Hat. “Com o Red Hat OpenShift como plataforma subjacente para MindSphere, reduzimos a complexidade fornecendo aos fabricantes um método unificado para implantar e operar MindSphere no local ou na cloud. Isso permite que os líderes da indústria se concentrem na inovação e maximizem os seus resultados comerciais.”

O MindSphere é usado por organizações para recolher e analisar dados de sensores em tempo real de produtos, fábricas, sistemas e máquinas, permitindo que os utilizadores optimizem produtos, ativos de produção e processos de manufatura ao longo de toda a cadeia de valor. Ao adotar o Red Hat OpenShift, a plataforma Kubernetes empresarial líder do sector, como a arquitetura local preferida, os clientes terão a flexibilidade de executar soluções MindSphere localmente numa cloud privada ou em aplicativos futuros por meio de um modelo híbrido de várias clouds. Por meio dessa oferta, a Siemens e a IBM permitem que os clientes mantenham o controlo físico total de seus dados para melhor lidar com os requisitos regulamentares e a privacidade de dados.


Tags


Deixe um comentário

O seu email não será publicado