Dos bolseiros da Fundação José Neves quatro já terminaram a sua formação um já tem emprego

Até ao momento, a Fundação José Neves já investiu mais de 320 mil euros no pagamento de propinas a portugueses que se candidataram ao programa de bolsas reembolsáveis.

Cinco meses após o lançamento público, são já quatro os alunos que terminaram a sua formação com a ajuda das bolsas reembolsáveis ISA FJN. A Fundação José Neves recebeu 568 candidaturas, as quais resultaram na aprovação de 44 bolsas, sendo que quatro já foram concluídas com sucesso e um dos alunos já conseguiu emprego na área de formação.

O perfil dos candidatos é diverso. Os candidatos aprovados encontram-se entre os 18 e os 51 anos e a maior representatividade está na faixa etária dos 25-34. Até ao momento, 63% das  candidaturas aprovadas são de alunos do sexo masculino e 73 % têm idades compreendidas entre os 25 e os 44 anos (13% têm entre os 15 e os 24 anos e 12% entre os 44 e os 54 anos).

Outro dado relevante, revelado pela Fundação, prende-se com o facto de a maioria dos candidatos terem já formação superior. No que diz respeito às instituições de ensino parceiras da Fundação que geraram até ao momento mais candidaturas aos ISA FJN, destacam-se a Porto Business School, a Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e a Academia de Código.

“Vemos com muito agrado que o mercado de trabalho comece a incorporar nos seus quadros os estudantes apoiados pelo programa ISA da Fundação José Neves. Isto demonstra que o caminho percorrido até aqui está alinhado com as necessidades das empresas e que a educação ao longo da vida é de extrema importância para a atualização de competências e criação de mais e novas oportunidades nas carreiras profissionais”, refere Carlos Oliveira, Presidente Executivo da Fundação José Neves, adiantando ainda que “em 2021 queremos chegar a cada vez mais portugueses e continuar a fazer crescer o número de candidaturas e de bolsas atribuídas”.

Até ao momento, a Fundação José Neves já investiu mais de 320 mil euros no pagamento de propinas a portugueses que se candidataram ao programa de bolsas reembolsáveis. Até ao final do próximo ano, a FJN disponibiliza 5 milhões de euros para apoiar os portugueses no acesso à Educação.

São já 131 os cursos elegíveis e 26 as instituições parceiras do ISA FJN, entre universidades, institutos politécnicos e diversas escolas de formação prática e intensiva. Os interessados em beneficiar deste apoio deverão submeter a sua candidatura em https://isa.joseneves.org/ após se inscreverem com sucesso num dos cursos ilegíveis.

Recorde-se que o ISA FJN é um programa de bolsas reembolsáveis, baseado no modelo de acordo de partilha de rendimentos (Income Share Agreement) e tem como objetivo apoiar os portugueses no acesso aos cursos e formações que lhes permitam adquirir as competências para os empregos do futuro, através do pagamento integral da propina. Dirigido aos estudantes e também a todos aqueles que já estão no mercado de trabalho, o ISA FJN vai facilitar o acesso dos portugueses a cursos e formações onde existe uma grande necessidade de talento. O estudante só reembolsará este apoio à Fundação quando e se atingir as condições previamente definidas.

Além do ISA FJN, a Fundação José Neves conta também com o portal Brighter Future, que é a maior base de conhecimento sobre Educação e Competências em Portugal, ao permitir comparar e relacionar informações sobre cerca de 4.000 cursos e formações, mais de 200 profissões e mais de 200 competências relevantes. Esta plataforma transforma dados em factos e informação relevante para que profissionais e estudantes possam tomar as melhores decisões para o seu futuro.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado