Bruxelas elogia capacidade de reinvenção da indústria europeia

O comissário europeu do Mercado Interno, Thierry Breton, elogiou ontem a capacidade da indústria da União Europeia (UE) de “se reinventar” face à crise provocada pela pandemia de covid-19, servindo de “exemplo” a nível mundial.

Por Lusa

Numa intervenção que marcou o encerramento da edição de 2021 dos Dias da Indústria da UE, Thierry Breton ressalvou que este evento é prova de que “a indústria da UE é capaz de se reinventar” perante a crise económica provocada pela pandemia.

Ao mesmo tempo, sublinhou a “coragem” da indústria europeia em “fazer o necessário para cumprir a ambição e a agenda ecológica e digital”, dando “o exemplo em todo o mundo”.

O comissário acredita que estão a ser construídas “capacidades de negócio” não só para a transição verde, mas também para “reforçar a competitividade global” do bloco comunitário, uma discussão que “não termina hoje”.

“Vamos construir esse diálogo na atualização da estratégia industrial” da UE, assinalou Thierry Breton, defendendo que esta edição dos Dias da Indústria confirmou que as prioridades da estratégia industrial, apresentada em março de 2020 pela Comissão Europeia, são “as certas”.

Nesse sentido, o mercado interno da UE “será, como sempre e mais do que nunca, a espinha dorsal e o motor dos nossos esforços”, argumentou.

Segundo Thierry Breton, “os setores público e privado terão de trabalhar lado a lado para financiar” a concretização da ambição europeia, pelo que Estados-membros, indústria, parceiros sociais e sociedade civil deverão “continuar a caminhar juntos”.

A quarta edição dos Dias da Indústria, o principal evento anual da Europa sobre a indústria, decorreu desde o dia 23 de fevereiro até ontem, 26 de fevereiro, em formato digital e a partir de várias cidades da União Europeia.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado