AMD, Intel, Nvidia apresentaram novos processadores na CES 2021

Os processadores prometem aparelhos mais finos e leves, otimização de gráficos e baterias mais generosas aumentando a autonomia de uso longe de tomadas.

Por Carla Matsu

As novas gerações de processadores que alimentarão os próximos notebooks e PCs foram um dos principais destaques de uma CES 2021 integralmente digital. AMD, Nvidia e Intel aproveitaram o evento para marcar o calendário de lançamentos. Os processadores prometem aparelhos mais finos e leves, otimização de gráficos e baterias mais generosas aumentando a autonomia de uso longe de tomadas.

Na terça-feira (12 de dezembro), Lisa SuCEO da AMD, apresentou um dos keynotes da conferência, lembrando que a High Performance Computing nunca foi tão importante como em tempos de isolamento social exigidos pela pandemia de covid-19. “O mundo precisou que nós acelerássemos nossas habilidades tecnológicas e nossa indústria entregou de forma incrível em várias formas”, destacou a CEO.

A fabricante revelou, pela primeira vez, a nova série de processadores Ryzen 5000 baseados na microarquitetura Zen 3, com litografia de 7 nanómetros. Os chips são 16% mais rápidos que a geração anterior e segundo a companhia, novos 150 modelos de laptops alimentados com a série chegam ao mercado em 2021, incluindo modelos da Asus, HP e Lenovo, estes já em fevereiro.

Su também aproveitou o palco da CES para adiantar a terceira geração de processadores Epyc para data centers, chamada “Milan”. Numa simulação gráfica de previsão do tempo, um sistema alimentado com o novo chip da AMD seria 68% mais rápido que a concorrência, leia-se aqui Intel. O lançamento está previsto para o final do primeiro semestre do ano.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado