Tink capta mais €85 milhões na extensão da ronda de investimento para acelerar a expansão

A Tink fecha assim o ano com a conclusão da extensão da ronda de investimento no valor de €85 milhões, depois da ronda de investimento de €90 realizada no passado mês de Janeiro. Em 2020, o total investido na Tink ascendeu aos €175 milhões.

Este financiamento irá alimentar a expansão contínua da Tink e apoiar o desenvolvimento da sua tecnologia de iniciação de pagamentos permitindo que empresas de todos os tipos e dimensões da europa integrem soluções de iniciação de pagamento simplificadas e de baixo custo.

A Tink processa cerca de 1 milhões de transações de pagamentos por mês para clientes em 5 mercados, incluindo a Kivra que permite receber, pagar e arquivar faturas de forma digital e que é usada por cerca de 4 milhões de adultos na Suécia e a Fintech de pagamentos Lydia usada por mais de 5 milhões de cliente em França. A Tink pretende disponibilizar os seus serviços de iniciação de pagamento em 10 mercados em 2021. 

Através de uma API, a Tink permite aos clientes o acesso a informação financeira agregada, iniciação de pagamentos, transações enriquecidas e desenvolvimento de ferramentas de gestão de finanças pessoais. A tecnologia e a conectividade da Tink alimenta serviços digitais para mais de 300 bancos e fintechs mundiais – incluindo PayPal, NatWest, ABN AMRO, BNP Paribas, Caixa Geral de Depósitos (CGD), Nordea e SEB – e é utilizada por mais de 8000 programadores. A Tink tem uma Receita Recorrente Anual (ARR) de €30 milhões. 

Em 2020, a Tink realizou 3 grandes aquisições no âmbito da sua estratégia de investimento em serviços de intelligent data baseados em Open Banking. A Tink adquiriu a sueca Instantor, dando à Tink uma maior capacidade aos seus produtos de avaliação de risco de crédito desenvolvidos em função da sua conetividade bancária, adquiriu o fornecedor espanhol de agregação de contas Eurobits, reforçando significativamente a conectividade da Tink na Europa, e, por fim, comprou a plataforma de agregação de Open Banking no Reino Unido OpenWrks que trará informação financeira de contas do Reino Unidos para os clientes da Tink.  

A Tink está a funcionar na Suécia, Reino Unido, França, Espanha, Alemanha, Itália, Portugal, Dinamarca, Finlândia, Noruega, Bélgica, Áustria e Holanda. Fundada em 2012 e com sede em Estocolmo, a Tink tem mais de 350 funcionários e serve atualmente os seus clientes a partir de 13 escritórios na Europa.

A ronda de investimento coliderada pelo novo investidor europeu Eurazeo Growth (growth equity) e pelo investidor preexistente Dawn Capital, empresa de Venture Capital baseada em Londres. Os investidores anteriores PayPal Ventures, HMI Capital, Heartcore, ABN AMRO Ventures, Poste Italiane e BNP Paribas’ venture arm, Opera Tech Ventures reforçaram os seus investimentos na Tink. 

Daniel Kjellén, co-fundador e CEO da Tink, disse: “Apesar das dificuldades de 2020, este foi um ano de grande crescimento para a Tink. Desenvolvemos significativamente as nossas conexões bancárias na Europa, reforçámos a nossa cobertura de 2500 para 3400 bancos e servimos agora mais de 300 instituições financeiras líderes mundiais. Também duplicámos para 8000 as fintechs que usam a nossa plataforma e aumentámos os colaboradores de 250 para 365 nos 13 escritórios na Europa.”  

“2020 vimos o início dos pagamentos alimentados pelo Open Banking e em 2021 esperamos que esse processo escale – de forma mais proeminente no Reino Unido e depois na Europa. A extensão do financiamento irá facilitar o desenvolvimento dos nossos serviços de iniciação de pagamentos na Europa, ao mesmo tempo que continuamos a disponibilizar novos produtos baseados na tecnologia de Open Banking aos nossos consumidores.”




Deixe um comentário

O seu email não será publicado