Red Hat estende a Open Hybrid Cloud para tecnologia Edge com Red Hat Enterprise Linux e Red Hat OpenShift

Novos recursos para computação Edge fornecem mais inovação para as empresas, com os volumes de trabalho a expandirem-se além das cloud centralizadas e datacenters.

 A plataforma Linux adiciona agora recursos projetados para maximizar a estabilidade do sistema e preservar a independência dos volumes de trabalho, enquanto o Red Hat OpenShift (plataforma Kubernetes empresarial líder do setor) oferece arquitetura baseada em nós para entregar Kubernetes em espaços limitados e ambientes remotos.

De acordo com o Worldwide Edge Spending Guide da IDC, o mercado mundial de computação Edge deverá atingir os 250 mil milhões de dólares em 2024, com o software Edge a representar aproximadamente 21% desse montante. A Red Hat acredita firmemente que a computação Edge requer uma Open Hybrid Cloud, construída sobre uma base de Linux de nível empresarial e Kubernetes pronta para produção. Com as atualizações de hoje, o Red Hat Enterprise Linux e o Red Hat OpenShift estão mais preparados para responder a essa realidade.

Os locais remotos e a conectividade limitada de dispositivos Edge representam um desafio para sistemas operativos tradicionais com recursos completos, mas não para o Red Hat Enterprise Linux. Com as inovações do Red Hat Enterprise Linux 8.3, a plataforma Linux empresarial líder mundial pode trabalhar facilmente em datacenters centrais e servidores remotos com espaço restrito, tendo sido concebida para fornecer os níveis de suporte, estabilidade e recursos de segurança exigidos por soluções Edge empresariais.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado