Aplicações vencedoras criadas por jovens “invadem” Portugal Digital Summit’20

Evento pretende acelerar a transformação digital da economia e da sociedade em Portugal através dos mais novos.

A 3ª Edição do App Start Up, evento acelerador dirigido aos jovens do Apps for Good, arranca hoje no Portugal Digital Summit’20. Ao longo de dois dias, 5 equipas de alunos que participaram nas seis edições do programa educativo tecnológico Apps for Good vão apresentar as suas aplicações que pretendem melhorar o mundo.

Com uma audiência que contará com oradores de empresas internacionais e nacionais como a Google, Salesforce, Claranet, Microsoft, entre outros, o objetivo do App Start Up é acelerar a próxima vaga de transformação digital da economia e da sociedade em Portugal. E a começar já pelos mais jovens e criando um novo ecossistema com base nas soluções tecnológicas que foram desenvolvidas ao longo do ano letivo no âmbito do programa Apps for Good e nos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.

O App Start Up vai decorrer nos dias 21 e 22 de outubro às 18h15 no maior evento da economia e da transformação digital em Portugal – o Portugal Digital Summit – que este ano será totalmente online, com os jovens a apresentarem as suas aplicações a todos os profissionais das áreas de negócios, empreendedorismo e tecnologia.

Hoje, dia 21, a partir das 18h15, serão apresentadas as aplicações “SandSpace”, que permite ver a ocupação das praias portuguesas; a “Polumap”, que permite identificar os locais onde existe poluição; e a “Poopet”, que tem por objetivo eliminar o problema dos dejetos dos animais na via pública.

Já amanhã dia 22 de outubro, o App Start Up contará com duas equipas de alunos que exemplificam a continuidade das aplicações criadas no âmbito do Apps for Good. Deste modo, serão apresentadas a “Bow”, aplicação que permite regular/limitar o consumo diário de água num chuveiro; e a “Invasoras CV” que pretende ajudar no combate às espécies de plantas invasoras que são uma das principais ameaças à biodiversidade. Após estas apresentações, haverá as intervenções de Ana Casaca, Head of Commercial Innovation da Galp e de João Baracho, diretor executivo do CDI Portugal.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado