Beta-i cria programas de ideação de negócios e aceleração de startups no setor do turismo

Last call: o programa Shift to Start – Tourism Edition, iniciativa apoiada pelo Turismo de Portugal, tem candidaturas abertas para projetos em fase de ideia até 3 de outubro, e para startups até 23 de outubro.

Numa altura em que o setor de turismo necessita mais do que nunca de novos modelos de negócio, serviços e digitalização, a consultora de inovação colaborativa Beta-i lança o Shift to Start – Tourism Edition, um projeto criado com o apoio do Turismo de Portugal para acelerar novos projetos na indústria. Destinado a empreendedores com ideias em fase inicial ou startups já no mercado, o programa dará acesso a mentores especializados que acompanharão os participantes, desde a fase de desenvolvimento da ideia à validação da solução, até à expansão do plano de negócio.

O Shift to Start – Tourism Edition é composto por dois programas consecutivos de aceleração, que acontecem em momentos diferentes e para públicos-alvo distintos, tendo em conta o estado de maturidade da ideia ou startup: o Beta-Shift e o Beta-Start, respetivamente.

O Beta-Shift consiste num programa de formação intensivo de três dias para capacitar indivíduos e aspirantes a empreendedores sobre os diferentes conceitos do desenvolvimento de um negócio: desde a validação de negócio, modelo de custo e receitas, às fases de protótipo, de teste e de pitch a investidores. A iniciativa inclui 16 horas de workshops, sessões de mentoria e trabalho em equipa, com o apoio de 10 formadores, membros da Beta-i e especialistas da indústria, e é composta por duas edições, que irão decorrer de 9 a 11 de outubro e de 14 a 16 de outubro. Com candidaturas abertas até 3 de outubro, é possível fazer a inscrição no website com apenas uma ideia e formar uma equipa durante o evento. A equipa que apresentar o melhor projeto no final dos dois bootcamps receberá um prémio monetário de 1.000€.

Por sua vez, o Beta-Start é um programa de pré-aceleração de três meses que visa apoiar startups em fase pre-seed ou seed na melhoria e crescimento do seu negócio. Seja para projetos planeados ou protótipos, os participantes irão aprender a validar as suas soluções no mercado, através da criação de versões iniciais do produto, a desenhar um modelo de negócio orientado ao cliente, a testar e estruturar os seus modelos de receita e de custo, bem como a construir apresentações para clientes e investidores. Após vários workshops e sessões de formação individuais, o programa termina com o Demo Day, onde irão apresentar o negócio e receber feedback de potenciais clientes e investidores, sendo que a melhor solução receberá um prémio monetário de 5.000€. As candidaturas para o Beta-Start podem ser feitas através do website até dia 25 de outubro.

Segundo Pedro Rocha Vieira, CEO e cofundador da Beta-i, “apesar dos desafios que o turismo hoje vive, o contexto de pandemia trouxe também oportunidades únicas para melhorar o que já existe em termos de saúde pessoal, meio ambiente, segurança e comportamento do turista, que procura serviços cada vez mais circulares e verdes. Como tal, o que procuramos neste programa são soluções digitais, projetos de turismo sustentável, ideias que promovam e desenvolvam produtos locais em zonas rurais e, sobretudo, ideias para a recuperação do turismo”.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado