Sustentabilidade, telecomunicações e Huawei

Por que deve preocupar-se com a sustentabilidade na sua organização, em especial, durante uma pandemia global?

Shushan Khachatryan, Project Director at Huawei Technologies

A resposta é simples: o nosso planeta tem recursos limitados. De modo mais notável, estamos a fazer face a uma falta de recursos, ecossistemas degradados e níveis crescentes de gases de efeito estufa.

A “atividade habitual” simplesmente já não pode ser suportada pelas nossas fronteiras sociais e planetárias. Muitos especialistas acreditam que a COVID-19 é uma oportunidade para as empresas repensarem e incorporarem novas formas de pensar nas suas práticas operacionais e na tomada de decisões.

As empresas que reconhecem esta situação numa fase inicial irão beneficiar a longo prazo. Além disso, de acordo com uma investigação recente, 40% dos Millennials (a geração nascida entre 1981 e 1996) afirmaram que escolheram um emprego baseado na agenda de sustentabilidade da empresa. Considerando que os Millennials constituirão três quartos da mão-de-obra nos próximos anos e serão os atuais/futuros funcionários e clientes de qualquer negócio, as empresas não têm outra opção senão estabelecer um plano de transformação para a sustentabilidade.

Quais são os desafios da sustentabilidade na indústria das telecomunicações?

A indústria das telecomunicações tem crescido muito rapidamente nas últimas décadas. O desenvolvimento económico, a crescente adoção da Internet of Things (IoT), as cidades inteligentes e a tecnologia 5G são os principais impulsionadores do mercado das telecomunicações. O rápido crescimento coloca desafios à sustentabilidade e os três principais desafios a nível mundial na indústria, na minha opinião, são os seguintes:

  • Aumento do consumo de energia e das emissões de CO² como resultado do aumento de dados e das cadeias de fornecimento. Os dispositivos e as redes IoT precisam de produzir uma grande quantidade de dados que precisam de ser transmitidos e organizados. O aumento dos dados poderia utilizar 20% da eletricidade mundial até 2025. A indústria das telecomunicações também depende fortemente de vários métodos de transporte para fornecer o equipamento, emitindo CO2 para a atmosfera. É cada vez mais importante para os operadores e fornecedores de equipamentos da telco trabalharem com os seus fornecedores para garantirem o cumprimento dos padrões de sustentabilidade
  • O lixo eletrónico, atualmente considerado um dos canais de resíduos com o maior crescimento na UE, com cerca de 9 milhões de toneladas geradas em 2005, está previsto para sofrer um aumento superior a 12 milhões de toneladas até 2020.
  • Igualdade de género, em especial, mulheres em funções de liderança. As mulheres representam menos de 40% da mão-de-obra em três quartos das empresas de telecomunicações, de acordo com um inquérito, e apenas 12% dos executivos de empresas de telecomunicações líderes são mulheres.

O que fez a Huawei até agora para dar resposta aos desafios da sustentabilidade nas TIC?

A Huawei tem tido um crescimento anual médio de 20% ao longo dos últimos 10 anos. No entanto, este crescimento superior traz consigo desafios em termos de sustentabilidade, e a empresa está a trabalhar em conjunto com outros intervenientes na indústria para construir TIC ecológicas.
Até agora, a Huawei tem trabalhado em diversas iniciativas de sustentabilidade, e eu gostaria de realçar o seguinte:

Em 2018, a taxa de reutilização dos materiais devolvidos aumentou para 82,3%

Os produtos reutilizáveis que cumprem determinados critérios são atribuídos primeiro aos canais de reutilização internos da Huawei, como a I&D, peças de substituição e nova produção. Os materiais que não envolvem riscos de cibersegurança ou informações sensíveis são revendidos, desmontados e reciclados. Em 2018, a taxa de reutilização dos produtos devolvidos aumentou para 82,3%.

Foco no desenvolvimento de equipamento energeticamente eficiente

A contínua melhoria da eficiência energética do equipamento é uma grande prioridade da Huawei. As tecnologias de poupança de energia da Huawei abrangem várias áreas, incluindo arquitetura, processos e materiais. Em resultado das inovações nesta área, a poupança de energia pode atingir os 60% em certos casos.

Compromisso com as energias renováveis

Sendo do desconhecimento de muitos, a Huawei está também a operar no setor das energias renováveis e é um dos maiores fornecedores de inversores solares de sistemas fotovoltaicos do mundo. Desde 2013, a Huawei tem contribuído com mais de 180 mil milhões de kWh de energia solar para o mundo.
Além disso, a primeira fábrica de soluções fotovoltaicas foi construída na fábrica da Huawei, a sul, em Dongguan, na China. Pode gerar 18 milhões de kWh de eletricidade todos os anos, representando 10% do consumo de eletricidade da fábrica.

Olhando para o futuro, a 5G e a IoT oferecem um grande potencial de poupança energética e talvez se tornem numa rede neutra em carbono. Mas isso não acontecerá sem um forte empenho e colaboração. Reconhecer os desafios pela frente e os riscos do futuro irá ajudar os líderes de hoje a tomar a decisão certa e a construir TIC ecológicas. Este ano é o vigésimo aniversário da Huawei na Europa. A visão da Huawei é levar o cenário digital a todas as pessoas, lares e organizações, em prol de um mundo totalmente conectado e inteligente. As TIC estão a desempenhar um papel cada vez mais importante na resolução de problemas ambientais ao nível do planeta, e estão a ajudar a progredir no alcance dos ODS. As TIC podem ajudar a reduzir o consumo de energia e as emissões em todos os setores industriais, utilizar mais energia renovável e mitigar os impactos das alterações climáticas.

Por Shushan Khachatryan, Project Director at Huawei Technologies.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado