Google começa reabrir escritórios a partir de julho

A Google começará a reabrir os seus escritórios a partir do dia 6 de julho. Em comunicado enviado aos funcionários e publicado no blog da empresa nesta terça-feira (26), o CEO Sundar Pichai falou sobre os planos de um retorno escalonado e com medidas de segurança implementadas.

Por Carla Matsu

Apesar de iniciar a reabertura, nesta primeira fase a Google destaca que os escritórios estarão abertos para os funcionários que precisam ou desejam usá-los, além de respeitar um plano de escala.

“A partir de 6 de julho, assumindo que as condições externas permitam, começaremos a abrir mais edifícios em mais cidades”, disse, o CEO da gigante americana, Sundar Pichai. “Isto dará aos googlers que precisam voltar ao escritório – ou, se a capacidade permitir, que desejam voltar – a oportunidade de retornar numa base limitada e rotativa (um dia a cada duas semanas, aproximadamente 10% de ocupação)”, acrescentou.

O plano da Google, por enquanto, é que cerca de 30% da força de trabalho retorne aos escritórios até setembro. Entretanto, no seu comunicado, Pichai lembra que tudo dependerá das condições externas, sinalizando que o planeamento desenhado poderá ser alterado. “Medidas rigorosas de saúde e segurança”, disse também o executivo, serão implementadas para aqueles que optarem por retornar.

Para os funcionários que continuam em regime de teletrabalho, a Google concederá 1.000 dólares, ou o equivalente na sua moeda nacional, para despesas com equipamentos de escritório.

O anúncio de Pichai acontece alguns dias depois do CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, declarar que a companhia trabalha para nos próximos anos ter, pelo menos, metade de sua força de trabalho em casa. Jack Dorsey, do Twitter, também declarou que os funcionários da rede social poderiam adotar o regime de home office de forma permanente mesmo após o fim da quarentena. Pichai, entretanto, parece mais cauteloso em assumir compromissos dessa ordem a longo prazo para a Google.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado