Minsait cria solução que facilita aos trabalhadores autodiagnóstico

Utilizando as competências nas áreas da saúde e inteligência artificial, foi criada uma app móvel para colaboradores, uma app móvel para equipas de segurança e uma aplicação web corporativa, que atuam de forma coordenada.

Após um período de confinamento, as empresas e organizações enfrentam o desafio de regressar a uma nova normalidade. Progressivamente é necessário regressar aos escritórios, e a atividades de atendimento ao público, industriais, de suporte etc. No entanto, tendo em conta o contexto de pandemia, é necessário garantir a segurança de todos em conformidade com as normas da Direção-Geral de Saúde.

A Minsait desenvolveu uma solução que permite às empresas e aos seus colaboradores enfrentar o regresso ao trabalho com a mesma rapidez, segurança e facilidade com que o mesmo já está a ser realizado em vários clientes e na própria Indra. 

A solução, denominada C19-Pass, pretende facilitar a gestão e controlo de risco nas empresas e permite apoiar a reativação da atividade após as medidas de controlo, favorecendo a reincorporação e o acesso aos escritórios e instalações, em função da situação de risco de cada profissional.

A C19-Pass pode adaptar-se às características de cada empresa e dispõe de uma app móvel para colaboradores, uma app móvel para as equipas de segurança e uma aplicação web corporativa, que atuam de forma coordenada utilizando Inteligência Artificial, para apresentar indicadores de risco de exposição e otimizar processos de controlo, prevenção e atuação.

Cada colaborador poderá saber, através da app, o seu nível de exposição ao vírus, calculado por um algoritmo que tem em conta, além dos próprios sintomas da pessoa, os lugares por onde passou, os objetos com que interagiu e os encontros próximos com outros empregados. Quando o algoritmo deteta um determinado nível de exposição, pode recomendar medidas de higiene, quarentena ou a consulta médica. Quando é confirmado um caso positivo, a empresa tem a capacidade de determinar que outros profissionais podem estar em risco, através de uma análise do seu comportamento durante os últimos dias. O algoritmo utiliza técnicas de machine learning e análise de gráficos.

As equipas de segurança utilizam a app para o controlo de acessos, integrando os dados da medição de temperatura realizados aos colaboradores, de forma a facilitar a geração de possíveis alertas ao serviço médico ou confirmar a aplicação de protocolos, em casos de alerta.

A aplicação web corporativa incorpora serviços de gestão e acompanhamento proativo de casos e facilita o contacto com trabalhadores por parte dos serviços médicos, podendo incorporar no futuro o resultado de possíveis testes. Além disso, também permite aos serviços gerais estabelecer prioridades de limpeza de espaços, em função da localização de casos e níveis de risco proporcionados pelo algoritmo, assim como a aplicação de regras que giram a lotação de espaços de trabalho em função das distâncias de segurança, criando notificações que limitam o acesso e as localizações disponíveis. Também fornece informação que ajuda na gestão dos materiais de proteção para os colaboradores.

A solução está integrada com o sistema de recursos humanos da empresa e pode também comunicar com outros departamentos corporativos. Todos os dados são armazenados e partilhados de forma encriptada e estandardizada para cada empresa entre as três aplicações, facilitando o cumprimento das regras do RGPD. No futuro também se poderá chegar a partilhar de forma segura e interoperacional entre diferentes organizações.

Benefícios para a empresa, colaboradores e serviços médicos

Com esta solução, a Minsait facilita o cumprimento de requisitos oficiais por parte da empresa, e por sua vez protege todos os trabalhadores. A empresa terá ao seus dispor um registo fiável da situação dos seus profissionais em relação à doença, podendo criar protocolos de reincorporação dos trabalhadores, aprovar deslocações e controlo de acessos, baseados na situação de risco de cada pessoa, assim como gerir os espaços de trabalho e a adequada distribuição dos colaboradores.

O serviço permite aos trabalhadores conhecer o próprio estado pessoal de risco, receber informação consistente e verificada no seu local de trabalho, melhorar as suas ações de prevenção e ser capaz de prevenir o contacto com pessoas sintomáticas. Os serviços médicos podem detetar atempadamente casos de trabalhadores em risco e dispor de mapas de risco, com uma maior capacidade de atuação face a situações de insegurança, assim como um canal de informação e contacto permanente e atualizado com os colaboradores. 




Deixe um comentário

O seu email não será publicado