Quando ocorre uma catástrofe, a tecnologia assegura a conectividade vital

As repercussões do coronavírus estão a fazer sentir-se em todo o mundo. Muitas vezes, as catástrofes realçam o que há de melhor nas pessoas e inspiram-nos a conjugar esforços, na que é, obviamente, a forma como devemos enfrentar qualquer crise.

Kevin Liu, President of Public Affairs and Communications Department, Western Europe, Huawei Technologies

Individualmente ou coletivamente, todos temos de dar todo o apoio que podemos. Para fazer face ao rápido acréscimo das infeções, estão a ser montados hospitais improvisados em muitos países em todo o mundo. Apesar de a Huawei não estar a correr os riscos pessoais que correm muitas pessoas como os heróicos enfermeiros e médicos, as TIC têm um importante papel a desempenhar na contenção da epidemia e a nossa empresa está a contribuir de todas as formas possíveis para ajudar a conter o que alguns já consideram a primeira pandemia da era digital.

Em muitos países europeus que foram atingidos de forma particularmente grave por esta tragédia, a Huawei ofereceu-se para fornecer tecnologia para melhorar o fluxo de dados entre hospitais. A conectividade digital está a ajudar a fazer com que a contenção deste vírus seja mais eficaz. As aplicações e a conectividade de rede garantem que o fornecimento de alimentos chega aos lares de centenas de milhões de pessoas que estão confinadas às suas casas, todos os dias. A auto-avaliação do estado de saúde, a obtenção de informação acerca da doença e a receção de orientações sobre como lidar com o vírus são digitalizadas como nunca aconteceu anteriormente.

Apoiando o pessoal médico com tecnologia de ponta

Os serviços de saúde eletrónicos, como a recolha de dados, o diagnóstico remoto e a monitorização remota, podem reduzir o contacto pessoa a pessoa, acelerar a velocidade da comunicação e aumentar a eficácia dos tratamentos. Obviamente, isto requer redes e serviços “cloud” altamente confiáveis e de reação rápida. A nossa experiência na China como fornecedor de tecnologia de comunicações vital durante este período crucial demonstrou que o 5G em particular está a ter um papel decisivo na luta contra o vírus. As redes 5G representam mais ligações, taxas de transmissão de dados mais elevadas e latência mais baixa, quando comparadas com as redes 4G. Uma integração profunda do 5G nos sectores económico e social irá promover produtos e serviços de informação emergentes, bem como apoiar, de muitas formas, na prevenção e controlo da COVID-19.

Serviços de consulta vídeo online de alta definição sobre o 5G disponibilizam recursos especializados de topo a nível básico – aumentando a capacidade das organizações médicas para fazerem face ao surto e reduzirem o risco de disseminação cruzada entre regiões e de pessoa para pessoa. Na esfera dos meios de comunicação social, a transmissão sem fios não é limitada pelo espaço. Isto significa que o 5G suporta transmissões em direto durante todo o dia, bem como a produção e distribuição de conteúdos vídeo de alta definição na “cloud”.

Tornando possível a educação numa altura de distanciamento social

O 5G também pode ajudar a oferecer experiências de aprendizagem envolventes e permitir o verdadeiro ensino à distância durante a epidemia. Recursos de ensino de elevada qualidade estão disponíveis onde quer que as redes 5G cheguem. Através de ecrãs de alta definição e de RV/RA, os estudantes podem sentir como se os professores estivessem presentes em pessoa e os vídeos em direto podem até ser transmitidos para zonas remotas. As nossas soluções destinam-se a providenciar serviços de ensino e aprendizagem online para escolas primárias e secundárias, centros de formação e educação superior. A nossa plataforma de “eLearning” já funcionou para milhões de estudantes e a Learn Anytime Education Alliance da Huawei inclui mais de 100 parceiros.

A COVID-19 não só pôs vidas em risco, como está a comprometer meios de subsistência, principalmente na Europa, o atual epicentro do vírus. E é provável que atinja duramente a economia global – com algumas fontes a prever perdas de até 1 bilião de dólares americanos. Na Huawei, acreditamos que é vital apoiar a economia bem para além dos parceiros do nosso ecossistema. É por esta razão que estamos a oferecer a utilização gratuita da “cloud” da Huawei a PMEs em muitos países afetados.

No sector público global, a “cloud” WeLink da Huawei já está ao serviço de mais de 10 000 centros de cuidados de saúde, hospitais, departamentos do estado, escolas e centros de formação. Disponibilizando-a gratuitamente, ajudamos a minimizar o impacto da COVID-19 em toda a Europa.

A Huawei tem mantido uma forte presença na Europa há mais de 20 anos e orgulhamo-nos de reafirmar o nosso empenhamento neste momento desafiante. Mantemo-nos firmemente ao lado nos nossos parceiros europeus e iremos apoiá-los de todas as formas possíveis para sairmos vencedores na guerra contra este vírus. Tendo em vista o fortalecimento dos laços entre a China e a Europa e o apoio à Europa nos seus esforços a nível digital, os cuidados de saúde e a educação são dois pilares chave do nosso compromisso a longo prazo para garantir que a tecnologia digital não deixa ninguém para trás. Um vírus não conhece fronteiras e a guerra contra ele também não. Tudo o que podemos fazer é continuar a ajudar a minimizar o impacto do vírus na vida e nos negócios, da forma que sabemos – tirando o máximo partido da tecnologia.

Por Kevin Liu, President of Public Affairs and Communications Department, Western Europe, Huawei Technologies




Deixe um comentário

O seu email não será publicado