Prepare a sua empresa para lidar com o coronavírus

Com a hipótese do vírus COVID-19 provocar com que um grande número de funcionários passem a trabalhar em casa, este pode também ser o momento de rever planos de recuperação de desastres.

A maioria das coisas que faria para se preparar para a doença não é diferente do que normalmente deveria estar a fazer, mas as preocupações com o vírus podem ajudar a acelerar os planos existentes ou a reconsiderar algumas políticas de longa data.

[Tenha informações atualizadas sobre o mercado de TI, inscreva-se na Newsletter Computerworld e receba os nosso Cadernos Especiais.]

Prepare-se para uma força de teletrabalho

A maioria dos funcionários já está muito familiarizada com atividade móvel e faz a maior parte do trabalho em laptops e dispositivos móveis; portanto, é perfeitamente razoável pensar que as empresas estão preparadas para uma força de trabalho móvel. No entanto, apenas porque os funcionários podem trabalhar de praticamente qualquer lugar não significa necessariamente que as empresas estejam preparadas para que todos ou a maioria deles seja móvel o tempo todo. Não subestime o grau em que a interação pessoal está no centro de como as empresas fazem negócios.

As empresas incentivam fortemente os funcionários a ficar em casa em resposta ao vírus, uma parte significativa das empresas pode estar a trabalhar a partir de casa por longos períodos de tempo. Do ponto de vista da proteção de dados; isto aumenta significativamente as hipóteses de criação de propriedade intelectual importante fora do data center. Se atualmente as empresas dependem do armazenamento destes dados em servidores de arquivos ou sistemas similares, os funcionários remotos provavelmente não poderão usar estes sistemas facilmente. Como resultado, vão criar e armazenarão dados importantes diretamente nos seus laptops, deixando o armazenamento centralizado da empresa fora de cena.

Isto significa que as empresas provavelmente devem rever a política de proteção de dados de laptops e dispositivos móveis. Muitas empresas não fornecem backup e recuperação para dispositivos móveis, apesar de a maioria dos especialistas achar que deveria. Este pode ser o momento para fazê-lo.

A principal razão pela qual as primeiras tentativas de backup do laptop falharam foi porque os utilizadores matariam o processo de backup porque os atrasava. A boa notícia é que vários fornecedores podem fazer backup dos seus laptops e dispositivos móveis de forma que os utilizadores nunca percebam que os backups estão em execução.

Uma alternativa comum ao backup de dispositivos móveis é um sistema centralizado de comunicação e colaboração, como o Office 365 ou G-Suite. Os funcionários devem ser treinados para usarem estes sistemas da melhor forma, para que a propriedade intelectual seja armazenada no local e somente no laptop.

Proteger dados SaaS

Quanto mais as empresas confiarem nos produtos SaaS, como o Office 365 ou G-Suite, mais desejarão garantir que os dados ali armazenados estejam protegidos adequadamente. Leia atentamente os contratos de serviço que cada fornecedor para ter a certeza quais os serviços de backup e recuperação que estes fornecem. A maioria dos fornecedores de SaaS não oferece nenhum.

Não confunda recursos como a capacidade de restaurar um email excluído no próprio serviço com backup e recuperação reais (que estão em conformidade com a  Regra 3-2-1 , que exige três cópias em dois locais diferentes, uma delas off- local). A maioria destes recursos usa controle de versão, não backups, para fornecer esta funcionalidade. Se algo catastrófico acontecer com as contas, a maioria dos fornecedores de SaaS não tem capacidade de restaurá-la e não tem nada no contrato de serviço que indique que vão fazê-lo.

Considere backup baseado em nuvem e DR

Se o pior acontecer as equipas de TI e estas não conseguirem gerir fisicamente os seus data center, as empresas poderão ter problemas em dar resposta a um desastre. A maioria dos sistemas tradicionais exige presença física.

Estão disponíveis serviços de recuperação de desastre totalmente automatizados e baseados em cloud. Se as empresa usassem uma, poderiam fazer o failover de toda a infraestrutura de TI sem precisar estar fisicamente presente em qualquer lugar. Todos os dados e serviços seriam automaticamente migrados e executados a partir na cloud, libertando os executivos para lidar com outros problemas. (Um sistema de DR totalmente automatizado também é uma ótima maneira de se preparar para ataques de ransomware – outra dos problemas no top das listas dos executivos de TI.

Não entre em pânico

Projete e implemente um sistema de backup e recuperação de desastres que possa lidar com o pior, e poderá enfrentar qualquer cenário do dia do juízo final com facilidade. Depois concentre-se num ativo verdadeiramente importante – manter seu pessoal seguro.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado