Wild Code School abre novo curso de Front-end developer em javascript

Este novo curso será em regime de part-time e terá início em Abril.

Durante este programa de cinco meses, os alunos irão adquirir competências técnicas para programar sites interativos (usando HTML, CSS e Javascript), implementar projetos adequados a qualquer plataforma Web e concluir um projeto em React. Ou seja, este curso intensivo oferece as competências necessárias para iniciar ou melhorar uma carreira enquanto Front-end developer em javascript (react) – uma das frameworks mais procuradas pelas empresas – tendo a mais-valia de ensinar como se manter atualizado em relação às novas tecnologias e melhores práticas. 

O curso terá início dia 20 de Abril e termina dia 3 de Outubro (Part-time, 5 meses), tendo um desconto de 10% na inscrição até 31 de março. Tal como já vem sendo pratica da Wild Code School, este curso terá apoio especializado para encontrar oportunidades de emprego. Para além desta mais vali, os alunos tiram ainda proveito do facto de estarem integrados numa rede europeia de 24 escolas e terem a oportunidade de trabalhar e envolver-se em projetos reais.

Exemplo disto foi um projeto desenvolvido para o Zomato, por um grupo de alunos da Wild Code School, e que segundo Vladyslav Chemyshov, Product Manager no Zomato Portugal, correu bastante bem “Com o grupo de alunos da Wild Code School tivemos a oportunidade de explorar um desafio, que em muito vai contribuir para a partilha de informação com os nossos colaboradores e clientes. Com apenas algumas guidelines e momentos para discussão do projecto em mãos, os alunos foram capazes de ler e executar este desafio de forma minuciosa e exemplar, resultando numa ferramenta pronta a utilizar no nosso dia-a-dia.”

“Estamos bastante entusiasmados por anunciar mais um curso e por sentirmos que, na verdade, os formando saem da Wild Code School com as competências e know-how que o mercado realmente procura! Em relação a este curso específico acredito que irá correr bem, pois os empregadores estão constantemente à procura de recursos que saibam programar em React. De facto, a nossa taxa de empregabilidade continua a ser muito elevada e é para nós um incentivo e gratificante ver que fazemos a diferença. Por um lado temos os alunos satisfeitos e, por outro, temos as empresas cujo feedback perante estes novos talentos tem sido muitíssimo positivo. O ano passado, que foi o primeiro ano de atividade cá em Portugal, correu muito bem e acredito que este ano vamos continuar a ter novidades e a crescer!” conclui Ana Sofia Martins, Lisbon Campus Manager.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado