Mobile World Congress 2020 foi cancelado

A decisão da GSMA, organizadora do evento, em não realizar a maior feira, do setor mobile, este ano, vem depois que dezenas de empresas abandonaram o evento de Barcelona, ​​preocupadas com a possibilidade de o evento criar um risco de propagação do coronavírus. Esperava-se que a conferência atraísse mais de 2.800 empresas e mais de 100.000 pessoas, oriundas do tudo o mundo, com uma forte participação de representantes de unidades fabris chinesas.

A GSMA ainda tentou soluções paliativas, como exigir que os participantes da China só seriam autorizados caso comprovassem que estavam fora do país há tempo suficiente para que o vírus se manifestasse, mas o receio de um surto durante o evento foi maior entre os exibidores.

O cancelamento da edição deste ano foi uma decisão difícil por outros motivos além do financeiro. Por ser um evento mais focado em infraestrutura, havia a expectativa de que as empresas do setor mostrassem soluções mais consistentes de implementação do 5G.

Este é ainda um “duro golpe” para a cidade de Barcelona, que perde investimento quer da organização quer do turismo.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado