Apple cria equipa para trabalhar em ligação a Internet por satélite

Nos últimos meses a empresa, liderada por Tim Cook, tem contratado pessoas de indústrias relacionadas com o fabrico de satélites.

Na luta para diversificar serviços e produtos e não ficar dependente da produção de smartphones (que tende a cair nos próximos anos) a Apple criou uma equipa para trabalhar na criação de um serviço que proporcionasse internet via satélite. 

De acordo com a imprensa americana, a fabricante de Cupertino terá contratado dezenas de engenheiros com experiência em setores como indústria espacial, design de antenas e desenvolvimento de satélites, com o objetivo de apresentar os seus primeiros resultados a partir de 2024. 

Diversas empresas de tecnologia estão a investir em estudos ou projetos que envolvem o uso destes equipamentos para estabelecer ligação a internet. A Amazon planeia implantar mais de 3.000 satélites como parte de uma futura constelação que seria responsável por fornecer banda larga e a SpaceX, empresa de Elon Musk, já deu o pontapé numa iniciativa neste sentido, chamada Starlink. 

No início dos anos 2000, empresas como Iridium e Teledesic tentaram estabelecer um serviço sob esses moldes, mas acabaram por falir ou mudar o foco do negócio por dificuldades técnicas e altos custos na época. A aposta atual tem por base o avanço tecnológico que tornou mais baixo os custos deste tipo de implementação. 

Em condições ideais, a ligação a internet via satélite tem como vantagem o fato de ser muito mais abrangente do que a criada por cabo (permitindo acesso em áreas remotas) e por ser bem mais rápida do que o padrão atual. 




Deixe um comentário

O seu email não será publicado