Schneider o poder da sustentabilidade [Podcast]

Barcelona, no passado mês de outubro, foi a cidade europeia escolhida pela Schneider, para mostrar ao mundo, a sua abordagem perante o tema na ordem do dia, a “Transformação Digital”.

No Innovation Summit, a empresa francesa, mostrou o quanto está empenhada em fazer parte de um mundo seriamente comprometido com a sustentabilidade. Foram mais de 40 sessões, entre lançamentos de novos produtos, e soluções, com os olhos posto na inovação.  

A CIO PT entrevistou, João Rodrigues, General Manager, da Schneider em Portugal, que nos contou detalhadamente, como a empresa se posiciona no mercado, quais as suas áreas mais fortes, as suas prioridades, e o como seu portfólio responde a um conjunto diversificado de problemas que os CIO enfrentam com a “Transformação Digital” das sua organizações.

O Innovation Summit, que marcou o início do último trimestre do ano, deixou um conjunto de indicadores empolgantes, pela diversidade de temas que a Schneider tem capacidade de abordar e de se tornar parceiro nas empreitadas de inovação que as empresas tem a sua espera em 2020.

Uma das demonstrações claras que a Schneider está apostada em marcar forte presença na ajuda as empresas na implementação de soluções sustentáveis, esta no conjunto alianças estratégicas digitais, com companhias como a Microsoft, Cisco, Dell, MEC, Autogrid, Danfoss e Somfy , que complementam as soluções EcoStruxure da Schneider.

Sustentabilidade mais que uma bandeira

A Schneider tem apelado para que a comunidade empresarial trabalhe em conjunto na obtenção de eficiência e sustentabilidade. Nesse sentido lembrou que é possível ir muito mais longe do que se tem feito até aqui. Os fabricantes têm de criar soluções para que as pessoas escolham pelo que é de facto sustentável.

  • As transformações atuais de energia e digitais garantem reduções de CO2 de 50%.
  • As últimas inovações do EcoStruxure permitem novos níveis de segurança, confiabilidade, eficiência, sustentabilidade, abertura e conectividade.
  • As novas parcerias aceleram a entrega de soluções de automação digital e energia para edifícios, data centers, infraestrutura e clientes do setor

A Schneider estima que 50% das emissões globais de CO2 poderiam ser eliminadas até 2040 se medidas de economia de energia ativadas digitalmente forem implementadas em metade dos edifícios existentes, juntamente com as iniciativas globais de eletrificação e descarbonização.

A a empresa anunciou também, nos últimos meses, os mais recentes desenvolvimentos no EcoStruxure, a sua arquitetura e plataforma habilitada para IoT, plug and play, aberta e interoperável.

O fabricante de soluções tecnológicas, também esta atento ao canal e tem promovido um conjunto de programas destinados a este, como o Schneider Technology Partnerum programa especializado em empresas de tecnologia que procuram desenvolver e escalar a inovação. Aproveitando uma abordagem de certificação, facilitada pelo Schneider Exchange, um ecossistema aberto e uma plataforma comercial, os parceiros terão a oportunidade de promover soluções que resolvem os desafios dos clientes em termos de eficiência e sustentabilidade.

A empresa aposta também na refrigeração líquida por imersão para data centres, tendo feito para este setor uma parceria especifica, com a Avnet e a Iceotope, para desenvolver em conjunto soluções de refrigeração líquida por imersão.

A Schneider sabe bem para onde vai, e que soluções as empresas precisam para abraçar a inovação ou prover soluções oferta de serviços que visem o auxilio a “Transformação Digital” das empresas.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado