Portugueses seguem cada vez mais marcas e empresas nas redes sociais

Um estudo da Marktest revela que 54,1% dos utilizadores de redes sociais é fã ou segue marcas e empresas em redes como o Facebook, Instagram ou Twitter. Mais de 48% dos seguidores visitam diariamente estas páginas. Continente, Nike e Meo são as marcas mais citadas pelos portugueses.

A maioria dos portugueses com perfil criado nas redes sociais tem o hábito de seguir as publicações de marcas ou empresas. A conclusão é da edição de 2019 do estudo “Os Portugueses e as Redes Sociais”, produzido pela Marktest, e no qual 54,1% dos inquiridos assumiu seguir, ou ser fã, de marcas e empresas em redes como o Facebook, o Instagram ou o Twitter.

Os dados recolhidos neste estudo indicam que os seguidores de marcas acompanham, em média, 17 empresas, 22 marcas e oito grupos de interesse nas suas redes. Questionados sobre os motivos que estão na origem da decisão de seguirem ou serem fãs de marcas nas redes, as principais razões apresentadas são o facto de gostarem da marca e o desejo de estarem informados ou atualizados em relação a novidades dessas marcas em concreto.

Nesse sentido, de resto, 48,3% dos seguidores de marcas ou empresas assumem consultar pelo menos uma vez por dia informação nas redes sociais destas e 22,7% dizem fazê-lo entre duas a três vezes por semana. O acesso a informação ou o acompanhamento de novas coleções e tendências são os principais benefícios percecionados por quem tem o hábito de seguir marcas ou empresas nas redes.

No que respeita às marcas seguidas pelos portugueses com perfil criado nas redes sociais, a mais citada pelos inquiridos foi o Continente, seguido da Nike e do Meo.

Outra tendência enraizada entre os portugueses com presença nas redes sociais é o hábito de seguirem figuras públicas nestas plataformas: 47,2% dos inquiridos garante fazê-lo, sendo Cristiano Ronaldo o nome mais citado.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado