Bill McDermott deixa liderança da SAP

O CEO da SAP vai deixar o cargo que ocupa há quase uma década, numa altura em que a empresa se debate com um ano turbulento de reestruturação e despedimentos

Bill McDermott, administrador-executivo da gigante do software SAP, anunciou que vai deixar a liderança da empresa.

O responsável tinha assumido a liderança da SAP em 2010, ficando responsável pela transição da empresa de um modelo de negócios assente de software on-premises tradicional para um novo negócio de computação na nuvem (cloud computing).

McDermott entrou na empresa em 2002 como líder da América do Norte e passou em seguida para a liderança das operações de clientes a nível mundial.

Segundo um comunicado da SAP, McDermott decidiu não renovar o seu contrato e será substituído pelos membros do concelho de administração Jennifer Morgan e Christian Klein.

Morgan substituiu recentemente Robert Enslin como líder do negócio de clou na SAP depois da sua saída em Abril. Klein era o COO da empresa.

As saídas de Enslins e de McDermott seguem-se a uma série de partidas relevantes incluindo o CTO e responsável pela plataforma cloud, Bjoern Goerke, o membro da administração, Bernd Leukert, e arquitecto de desenvolvimento, Rich Heilman.

Na altura, isto foi visto como um movimento de McDermott para “tirar a SAP da sua zona de conforto” passando de um negócio de software empresarial tradicional para se tornar num negócio de plataforma digital, avançava a Reuters.

Estes movimentos começaram em Janeiro com o anúncio de que a SAP iria atravessar uma grande reestruturação da empresa que iria levar à dispensa de 4400 trabalhadores. Em Abril, McDermott afirmou que pretendia aumentar o valor de mercado da SAP para entre 250 mil milhões de euros e 300 mil milhões de euros até 2023.

McDermott manteve as suas previsões aquando da apresentação dos resultados do segundo trimestre, quando a SAP apresentou uma quebra de 21% no lucro trimestral, devido, essencialmente, aos custos de reestruturação a par de uma quebra nas receitas de licenças e tensões comerciais na Ásia.

Na ocasião, McDermott disse à Reuters que o crescimento do negócio cloud da SAP  demonstrava que o desempenho operacional estava alinhado, assinalando que “estamos muito satisfeitos com o caminho que estamos a fazer”.

“Qualquer CEO sonha ser capaz de fazer a transição de uma empresa para a sua próxima geração a partir de uma posição de força significativa”, disse no comunicado de imprensa que anuncia a sua saída, datado de 11 de Outubro.

“Quando olhamos para onde estávamos e onde estamos. Simplesmente não poderia estar mais orgulhoso do que esta empresa conseguiu ao longo da última década. Estou grato pela oportunidade de liderar uma das melhores empresas do mundo. Agora chegou o momento para todos começarem um fantástico novo capítulo e estou confiante que a Jennifer e o Chistian vão fazer um trabalho excelente”.

Os sucessores de McDermott – Jennifer Morgan e Christian Klein -, têm décadas de experiência na indústria de software aplicacional para o mercado empresarial, diz a SAP.

Antes de tomar conta do negócio cloud, Morgan supervisionava a Qualtrics, empresa adquirida por oito mil milhões de dólares em Novembro do ano passado.

Como COO, Klein foi responsável pela supervisão do desenvolvimento de produtos ERP SAP S/4HANA. As mais recentes actualizações foram reveladas esta semana.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado