Suegestão Bright Pixel: os 5 eventos a não perder em 2019

Os últimos meses do ano são um período privilegiado para eventos de tecnologia, sendo que cada evento é uma oportunidade única para os empreendedores darem a conhecer a sua solução disruptiva ao setor estratégico ou a investidores que os possam ajudar a dar o próximo passo.

Para aqueles que não sabem em que eventos marcar presença, a Bright Pixel definiu um calendário para que fosse amplamente partilhado.

“Num mundo tão dinâmico e concorrido como é o do empreendedorismo, as startups devem procurar mostrar-se no máximo de oportunidades que conseguirem. Investidores e mentores, como aqueles que compõem a nossa equipa, veem nestes eventos uma oportunidade de conhecer soluções inovadoras que poderão tornar-se em novos investimentos ou até mesmo numa relação mais próxima em que contribuímos com mentoria, por exemplo”, afirma Frederico Santos, responsável pelas áreas de incubação e Minimum Viable Product da Bright Pixel.

Assim, eis os cinco eventos a não perder nos últimos meses de 2019:
1. South Summit, 2 a 4 de outubro, Madrid
Criado em 2012, o South Summit é uma iniciativa da Spain Startup que pretende ser uma plataforma aberta de inovação, reunindo startups, investidores e empresas num único local. Além de um vasto programa de conferências, o South Summit organiza ainda um concurso para eleger a melhor startup do ano, conferindo-lhe um selo de credibilidade na hora de se apresentar a futuros investidores. No total das edições, as startups finalistas já levantaram mais de 2 mil milhões de euros.

2. Noah Conference, 30 e 31 de outubro, Londres
Apresenta-se como a principal conferência de investimento em crescimento digital da Europa, levando a placo mais de uma centena de CEO’s das principais empresas tecnológicas europeias. Na Noah Conference, os temas estendem-se por nove verticais: Fintech & Insurtech; Ecommerce, Marketplace & Classifieds; B2B Software & Services; Mobility & Travel of the Future; Industrial Digitisation; Digital Health; Revolutionary Consumer Product; Edutech; Consumer Software & Services.

3. WebSummit, 4 a 7 de novembro, Lisboa
Depois de Dublin, o WebSummit chegou a Lisboa, em 2016, onde se manterá até 2028. Em 2018, foram mais de 70 mil participantes, entre startups, empresas, investidores, estudantes e entusiastas da tecnologia, os que se reuniram na FIL para debater as tendências nos setores da mobilidade, sustentabilidade ambiental, finanças, marketing e experiência do consumidor. Se bem preparada a presença e as reuniões com as pessoas certas, é um evento privilegiado para encontrar potenciais investidores e parceiros para as próximas etapas do negócio. 

4. Deep Tech Summit, 13 de novembro, Londres
Londres volta a ser o centro das atenções, ao reunir mais de 1000 participantes em torno da discussão sobre o futuro da ciência e da inteligência artificial e a aplicação das tecnologias à Saúde. O Deep Tech Summit foca-se em melhorar a qualidade de vida através de deep tech.

5. Slush, 21 e 22 de novembro, Helsínquia
Slush apresenta-se como o encontro da comunidade de empreendedores, tendo começado como uma assembleia de 300 pessoas, e chegando, em 2018, aos 20 mil participantes. O seu objetivo é ajudar a próxima geração de empreendedores a ser bem-sucedida pelo que se identifica como sendo o evento de tecnologia mais focado nos fundadores, por ser feito à medida das empresas jovens, que procuram um crescimento rápido com um modelo de negócio escalável.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado