Prepare as suas redes sociais para os recrutadores

Mais de 84% das organizações usam as redes sociais para recrutamento 65% dos recrutadores admitem usar as redes sociais para avaliar os candidatos.

Muitos recrutadores procuram um candidato online e por isso as informações que partilha nas várias plataformas digitais podem permitir que possíveis empregadores e recrutadores verifiquem mais informações sobre si, seja da formação profissional e académica, seja de filiações, grupos, crenças e postura digital. A Adecco sublinha que cerca de 65% dos recrutadores usam as redes sociais para avaliar um candidato e 43% dos recrutadores em algum momento já eliminaram um candidato com base na sua reputação online e atividade nas redes sociais.

As primeiras impressões contam, e no panorama digital de hoje há muito mais do que um currículo bem formatado e um aperto de mão firme para criar uma boa impressão com um potencial empregador. Por isso, aproveite o seu Verão para fazer uma revisão das suas redes, da sua pegada digital, e simultaneamente, apagar o que não lhe interessa, manter como privado para o seu circulo mais próximo o que só a eles e a si diga respeito e prepare-se para uma nova fase de recrutamento.
 
5 dicas para melhorar sua pegada digital

Existem várias maneiras de organizar o seu perfil em redes sociais de forma a destacar-se – pelas razões certas – para qualquer possível empregador ou recrutador que esteja a fazer uma pesquisa de candidatos online.

1. Google a si mesmo.
Pesquise o seu nome completo online para ver o que um recrutador pode encontrar se o fizer. Identifique os sites em que aparece referenciado ou com conteúdo – se estes estiverem vinculados ao seu perfil de rede social clique e verifique se apresentam a imagem profissional que deseja transmitir. Pode encontrar links para contas antigas que se esqueceu – considere encerrá-las. Percorra pelo menos duas páginas de resultados de pesquisa para se certificar que não falhou nada.

2. Tenha uma foto de perfil profissional.
Especialmente em sites como o LinkedIn, os possíveis empregadores esperam que tenha uma fotografia de rosto nítida e profissional. Não precisa ser muito formal, mas é uma boa ideia que tenha nela uma boa apresentação.

3. Junte-se a grupos relevantes para a sua carreira.
As redes sociais têm um número infinito de grupos, comunidades e páginas, que pode usar para trabalhar em rede com outros profissionais do seu sector de trabalho e manter-se atualizado sobre as novidades do sector. Se, no entanto, a sua lista atual for mais “gatos sentados sobre as coisas” do que notícias do sector, talvez seja uma boa hora para diversificar. Seguir algumas páginas just-for-fun é completamente bom – e quem não gosta desses vídeos de gatos? Mas certifique-se de que é membro de alguns grupos relacionados com o seu trabalho real ou o que ambiciona.

4. Reveja as suas configurações de privacidade.
Reveja as suas configurações e as informações pessoais deixe-as como tal, não as deixe disponíveis e acessíveis publicamente. Preserve a sua intimidade. Se preferir manter as suas contas em redes sociais mais relaxadas e pessoais, certifique-se que define as configurações de privacidade e ajusta-as de acordo com o que está confortável em partilhar.

5. Use hashtags ou palavras-chave para garantir que os recrutadores chegam a si.
Existe forma de maximizar a possibilidade dos seus perfis serem encontrados por recrutadores. Para tal inclua no seu perfil hashtags e palavras-chave relacionadas com a função que procura, com o sector e mercado nos quais deseja trabalhar. Mais de 84% das empresas usam as redes sociais para recrutamento, o que inclui o direcionamento por meio de palavras-chave para encontrar pessoas com competências e interesses que correspondam aos requisitos da função para a qual estão a contratar.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado