Claranet cresce mais de 30% e vai contratar

Claranet Portugal registou um ano recorde, acima das expetativas, atingindo 124 milhões de euros no ano fiscal de 2019.

A Claranet terminou o seu ano fiscal no passado mês de junho  tendo registado uma faturação de 124 milhões de euros, o que representa um aumento de cerca de mais de 30% face ao registado no período homólogo. Ummano fechado acima das previsões da empresa para este ano. Para o novo ano fiscal de 2020 – que se iniciou em julho de 2019 e terminará em junho de 2020 – a empresa prevê um crescimento marginal no volume de negócios, mas mantendo um crescimento de dois dígitos no EBITDA, em linha com o verificado nos anos anteriores.

“No próximo ano, prevemos manter o nosso volume de negócios em Portugal, mas com um maior contributo das áreas estratégicas de Cloud, Security e Workplace, continuando o nosso papel de impulsionador da transformação digital em Portugal. O nosso EBITDA, que vem crescendo a dois dígitos nos últimos anos, deverá continuar a crescer 10%” afirmou António Miguel Ferreira, Presidente Executivo da Claranet Portugal e Administrador Executivo do grupo, responsável pela região da Ibéria e América Latina. O mesmo responsável acrescenta ainda que “países como o Brasil ou Espanha, onde também estamos presentes, ainda não têm nem a dimensão, nem um ritmo de crescimento ao nível do que Portugal tem apresentado, o que demonstra a vitalidade do nosso mercado e a competitividade da nossa oferta”.

A Claranet prevê também aumentar os quadros em cerca de 40 colaboradores, chegando aos 690 no final do próximo ano, depois de um crescimento de 90 colaboradores no ano agora encerrado. António Miguel Ferreira refere que “a contratação de colaboradores especializados, em particular nas áreas de DevOps, DevSecOps, Cybersecurity, Managed Services, Big Data, Machine Learning e Workplace é um enorme desafio em Portugal, face à escassez de oferta e mesmo tendo em consideração o repatriamento de engenheiros e técnicos especializados, que está a decorrer. Por isso, esperamos que a Claranet University, um programa de formação especializada on-the-job, contribua para este objetivo”.

Com estes resultados a Claranet Portugal reforça o seu papel dentro do Grupo internacional Claranet. O peso das operações em Portugal representa agora 29% do volume de negócios do Grupo, enquanto os 653 colaboradores que integram atualmente as operações da Claranet no mercado português representam cerca de 30% dos 2.200 colaboradores do Grupo.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado