Portugueses dominam a transformação digital de marcas de luxo

Hugo Boss, Cartier, Montblanc ou Chloé são apenas alguns dos nomes que a tecnológica portuguesa já conquistou em apenas dois anos.

A Lisbon Nearshore tem dado cartas na aquisição de clientes no sector da moda de luxo, afirmando-se como uma extensão das equipas dos seus clientes, que movimentam cerca de 13 mil milhões de euros por ano. Com 50 consultores especializados, distribuídos por várias áreas de conhecimento e pelas equipas dos seus clientes, um dos pontos fortes desta empresa é o facto de dominar uma grande variedade de tecnologias: da web ao mobile ou ao 3D. 

Com apenas dois anos de presença no mercado e encontrou nos setores de moda e luxo um nicho que movimenta milhões

A Lisbon Nearshore está a assume um papel de apoio à inovação destas marcas de retalho de luxo com o objectivo de as ajudar a retirar os melhores benefícios dos seus sistemas de ERP e respectivas aplicações utilizadas nas operações e para os objectivos de cada negócio. Do lado do consumidor, está a trabalhar nos processos de compra do consumidor por forma a levar a experiência de compra das mais famosas avenidas das lojas de luxo ao ambiente mobile assim como no desenvolvimento de tecnologias que criem novas experiências de compra nas lojas físicas.

O facto de Lisboa se ter afirmado, nos últimos anos, como um dos polos tecnológicos com melhor talento e potencial do mundo, faz com que estas marcas olhem para fornecedores portugueses com mais confiança. Este tem sido um ponto relevante para o sucesso desta tecnológica portuguesa, que pesa a favor na hora da escolha na contratação de um serviço especializado de consultoria e desenvolvimento tecnológico, que funciona como se tivesse uma extensão da sua equipa noutra cidade. 

 




Deixe um comentário

O seu email não será publicado