Infinidat publica lista de desafios de uma abordagem de armazenamento “Always On”

A empresa propõe um novo modelo definido por software que utiliza algoritmos de machine learning para proporcionar às empresas níveis de fiabilidade sem precedentes a um custo adaptado aos seus orçamentos.

A Infinidat identificou os principais desafios para os departamentos de TI das grandes organizações, relacionados com a necessidade de ter os seus dados permanentemente disponíveis, ou seja, Always On.

“De acordo com um estudo recente da Google, mais de metade dos utilizadores abandonam um website se este demorar mais de 3 segundos a carregar”, sublinha Eran Brown, CTO da INFINIDAT EMEA. “Qualquer negócio online sabe que se o seu website ‘cai’, os utilizadores simplesmente vão à sua concorrência para obter o produto ou serviço que procuram”.

Tradicionalmente, a maioria das empresas “blinda-se” através de soluções de Disaster Recovery (DR), mas esta abordagem já mostrou não ser a mais adequada dado o tempo que a recuperação dos serviços pode levar. “Tendo em conta esta situação –afirma Eran Brown– as organizações devem evoluir para infraestruturas de dados que consigam suportar a recuperação em tempo real sem adicionar mais camadas de infraestrutura”.

Segundo um recente estudo da Gartner sobre prioridades de negócio para este ano, a transformação digital é uma prioridade absoluta. De acordo com a consultora internacional, o futuro das infraestruturas de TI passa por estarem sempre ativas, sempre disponíveis, e em todo o lado (Always On, Always Available, Everywhere). “Assegurar que um serviço esteja sempre ativo torna-se num elemento vital”, explica Brown.

Cinco boas práticas Always On

  • Menor complexidade: Hoje em dia, a maioria das empresas requer soluções pontuais, dedicadas (por exemplo, gateways de alta disponibilidade, ou HA), com funções, ferramentas de gestão e requisitos diferentes, o que acrescenta complexidade à operação e aos processos de automatização. De acordo com os peritos da Infinidat, as empresas que queiram fazer uso das infraestruturas Always On deveriam adotar uma solução integrada que combine armazenamento e capacidade de disponibilidade constantes.
  • Redução de custos: As gateways HA são dispendiosas e, frequentemente, o seu preço varia em função da capacidade. Isto obriga as organizações a reduzir o número de aplicações que iriam beneficiar das suas funcionalidades. O custo é ainda maior quando a solução HA requer ligações Fibre Channel entre localizações. Os sistemas Always On modernos eliminam a necessidade de utilizar plataformas dispendiosas e oferecem um nível de versatilidade sem precedentes.
  • Desempenho constante, em qualquer lugar: as operações síncronas entre locais de armazenamento próprios dos sistemas HA aumentam sensivelmente a latência, o que dificulta a adoção do modelo com algumas aplicações, e no final gera uma má experiência de utilizador. As tecnologias Always On permitem corrigir este problema, automatizando a configuração, diferenciando as rotas que têm de ser utilizadas frequentemente das que só devem ser usadas em cenários de falha, minimizando o impacto no rendimento.
  • Funcionalidades variáveis: as soluções que se autodenominam “Always On” variam notavelmente em funcionalidade. Algumas oferecem uma cópia read-only num dos sites juntamente com um fail-over automatizado; outras implicam graves penalizações no desempenham quando escrevem na cópia secundária. Já a Infinidat propõe soluções que tratam ambas as cópias por igual, com uma penalização mínima ou inexistente, já que os hosts podem escrever em ambas as faces (cópias realmente ativas) sem qualquer processo de fail-over.
  • Fiabilidade: como qualquer solução distribuída geograficamente, os clusters Always On requerem uma forma de “romper o vínculo” em caso de falha de comunicação entre sistemas. Em última instância, deve-se implementar um terceiro domínio com networking redundante em cada local, para o caso de os dois sistemas não poderem comunicar diretamente. Será responsabilidade do fornecedor garantir que esse terceiro domínio se adapta ao método de implementação escolhido pelo cliente (na cloud ou on-premise).

Uma nova abordagem ao armazenamento de dados empresariais

A Infinidat adota uma abordagem definida por software que utiliza algoritmos de machine learning para proporcionar um nível de rendimento sem precedentes, com uma disponibilidade de 99,99999% e latência abaixo do milissegundo, tudo isto sobre hardware de utilização genérica.

A carteira de soluções de armazenamento de dados empresariais da Infinidat dá às organizações uma ampla gama de produtos, com os arrays InfiniBox como produto estrela. Ao tirar partido do software na sua linha de produtos, a fabricante oferece soluções otimizadas para processsos de business continuity e agilidade na cloud, desenhadas para empresas que procuram acelerar a sua transformação digital e reduzir os custos das suas infraestruturas de TI.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado