Quatro principais tendências tecnológicas para 2019

Segurança, IA, computação em nuvem e blockchain deverão apresentar grandes avanços para o mercado empresarial este ano

https://pixabay.com/en/security-protection-anti-virus-265130/Se 2018 foi o ano das violações de dados, a reflexão dos profissionais de TI aponta para que este seja o ano em que as empresas dão passos concretos para evitar futuras fugas.

Este é o sentimento geral entre os profissionais de tecnologias de informação que participaram num chat no Twitter, promovido pela IDG, sobre as tendências tecnológicas para 2019.

De facto, uma sondagem recente revela que a privacidade e a segurança estão no topo das preocupações tecnológicas das empresas para 2019 (45%), seguido da inteligência artificial (30%), computação em nuvem (16%) e blockchain (9%).

“Penso que a cibersegurança é para onde vamos olhar durante 2019”, disse uma colunista de tecnologia, Siobahn Climer, durante o chat. “2018 foi o ano de ‘Oh, meu Deus, a violação de dados está em todo o lado’. 2019 será o ano de ‘Bem, é isto que vamos fazer para o resolver’”.

Brent Kirkpatrick, fundador da Intrepid Net Computing e investigado sobre segurança de computadores, concordou, dizendo que em 2018 as pessoas do negócio começaram finalmente a aperceber-se de que qualquer um pode ser atacado. “Em 2019, vamos trabalhar para o resolver”, disse.

É ao nível do Conselho de administração que a cibersegurança precisa ser considerada no topo da lista de prioridades, disse Mike D. Kail, CTO do The Everest Project. “A ação, não a aspiração seriaç fantástica”, disse. “Reflexões e orações não são uma boa estratégia de segurança”.

Um representante da Adlib Software concordou: “esperamos ver mais estratégias proactivas em 2019, em oposição a reações armadilhadas do passado”

Como melhorar a segurança da organização

Como podemos melhorar a segurança? Avanços em matéria de computação em nuvem e blockchain vão ajudar as organizações a melhor proteger os seus dados escreveu Climer num artigo recente.

“Embora estas não sejam novas tendências tecnológicas – o blockchain e a cloud lideraram os debates ao longo de 2018 –  a forma como os negócios utilizam estas ferramentas tecnológicas para a sua segurança operacional vão fazer uma transição dramática”, escreveu.

Jessica Mari, directora de mar marketing de produto na Vera Security, também referiu que avanços em cibersegurança vão ajudar.

A governação dos dados também vai ter um papel importante na melhoria da cibersegurança e privacidade dos dados, disse Tyler James Johnson.

“Estou ansiosa por ver os avanços em cibersegurança, nomeadamente tecnologias de cifragem e segurança de dados em ferramentas de cloud/colaboração. Algo me diz que as recentes violações de dados aquilo poderá tornar-se bastante necessário”, disse durante o chat no Twitter.

A governação dos dados também vai ter um papel importante na melhoria da cibersegurança e privacidade dos dados, disse Tyler James Johnson, fundador e administrador executivo da PrivOps. “Acredito em soluções de dados e analítica”, disse Johnson. “Vejo uma grande relação entre isso e a privacidade e segurança dos dados. Para mim, 2019 será o ano em que todas estas tendências convergem”.

Kirkpatrick acrescentou que as regulamentações de privacidade dos dados são também importantes – com a HIPPA (nos EUA) a evoluir, provavelmente, depois de o Regulamento Geral de Protecção de Dados (União Europeia) ter passado a ter efeitos em 2018. “Em 2019, estou ansioso por ver mais discussões sobre leis semelhantes ao RGPD nos EUA, onde a protecção dos dados está ultrapassada”, disse.

Inteligência Artificial (IA)

São expectáveis novas incursões da Inteligência Artificial, mas não tão rapidamente como alguns podem antecipar, segundo Jack Gold, analista principal e fundador da J. Gold Associates. Isto porque ainda é muito difícil para muitos a utilizarem. Como resultado, a maior tendência para o corrente ano será fazer avanços significativos na simplificação das interfaces de utilizador.

“As maiores tendências em AI não serão relacionadas com a computação (embora seja também importante). Será tornar as ferramentas de software disponíveis para as massas, para não necessitarem de cientistas de dados avançados para fazer qualquer análise”, disse.

Vão surgir grandes avanços na IA que vão “aumentar a velocidade a que os programas de IA podem ser executados, permitindo a melhoria da gestão de fluxos de trabalho e de análise preditiva”, diz, Climer. 

No entanto, Climer considera que surgirão grandes avanços de processadores com capacidade de IA que vão “aumentar a velocidade a que os programas de IA podem ser executados, permitindo a melhoria da gestão de fluxos de trabalho e de análise preditiva”, explica no seu artigo de tendências tecnológicas para 2019.

As empresas que implementem de facto IA vão “ter uma dose de realidade sobre o que a IA e a aprendizagem automática (machine learning) podem facilmente fazer face ao que necessita de um investimento de longo prazo e corrente”, diz Isaac Sacolick, presidente e fundador da StarCIO e participante no chat no Twitter, num artigo recente sobre tendências tecnológicas.

Empresas mais pequenas vão provavelmente reconsiderar os seus investimentos em IA, mas mais grandes empresas e companhias vão dar passos para alavancar a tecnologia, bem como a aprendizagem automática, disse.

“Alguns vão fazê-lo porque há mais ferramentas de IA e tecnologias que tornam o trabalho com dados, IA e aprendizagem automática mais fácil. Até o deep learning se está a tornar mais mainstream. Outros irão dar passos básicos com os seus dados e práticas ágeis e depois, fazer modestas provas de conceitos IA”, escreveu Sacolick.

Climer diz, no entanto, que mais empresas vão adoptar IA, porque a tecnologia vai convergir com a Internet das Coisas (IoT) e a Internet Industrial das Coisas (IIoT) na camada de computação de perímetro (edge computing).

“Isto vai provavelmente levar as empresas a adoptar IA para desenvolver manutenção e análises preditivas. Os cientistas de dados e programadores vão poder utilizar modelos de rede neural melhoradores utilizando Open Neural Network Exchange (ONNX) para aumentar a adopção de IA”, escreveu Climer.

Computação em nuvem

Espera-se que a computação em nuvem avance em 2019, disse Phil Siarri, fundador da Nuadox e analista de mercado, durante o já referido chat. “Acredito realmente que 2019 será o ano da computação em nuvem, com a taxa de adopção a aumentar ainda mais, alcançados novos mercados e indústrias”, disse.

De facto, um estudo sobre computação na cloud conduzido pela IDG Communications em Agosto de 2018, descobriu que nove em cada 10 empresas irão ter alguma parte das suas aplicações e infra-estruturas na cloud durante 2019. Os restantes deverão seguir-se até 2021.

Gold concorda que a mudança continua para a cloud vai acelerar, especialmente para a cloud híbrida. Mas, muitos sistemas legados nunca irão mudar, disse.

Blockchain

O Blockchain deixou a sua marca em 2018 – alguns dizem que poderá ter sido sobrevalorizado – mas, 2019, será o ano em que o casos de uso do mundo real vão surgir, disse Kail.

É uma tecnologia essencial, mas não deve ser mal entendida, acrescentou Climer, sublinhando que a rede de tecnologia distribuída é mais do que uma ferramenta para a industria financeira.

Uma das mais interessantes perspectivas para o blockchain está associada à segurança das redes, disse. As redes definidas por software (SDN) são ideais para integrar blockchain, escreveu Climer, recentemente, num artigo.

“As SDN habilitadas para blockchain poderão substituir uma transacção de uma criptomoeda por uma transacção baseada em informação entre dispositivos em rede”, escreveu Climer. “Em vez de tratar de bugs, corrigir servidores, actuzliar software ou monitorar o desempenho das redes, um gestor de redes poderia focar-se em iniciativas tecnológicas mais estratégicas: por exemplo trabalhar com IA para optimizar as SDN habilitadas para blockchain.

A tecnologia blockchain irá também, provavelmente, ser disruptiva para a IoT e para as infra-estruturas baseadas em computação na nuvem, concluiu.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado