Google anuncia encerramento de Google+ após fuga de dados

O anúncio aconteceu depois de ter sido divulgada uma falha que levou à libertação de dados de perto de 500 mil utilizadores. O serviço deverá deixar de funcionar em Agosto de 2019.

Sundar Pichai, CEO da Google

A Google anunciou, segunda-feira, através de uma entrada no seu blog, que irá encerrar a versão para utilizadores finais da sua plataforma social Google+.

A desactivação irá prolongar-se por 10 meses e deverá estar concluída em Agosto, para que as pessoas tenham tempo para mover os seus dados.

A decisão surge após a revelação de uma fuga que terá comprometido dados de perto de 500 mil utilizadores em Março de 2018, informação que não foi divulgada pela empresa até então.

A notícia foi avançada em primeira mão pelo Wall Street Journala 8 de Outubro. O jornal norte-americano publicou uma reportagem sobre o assunto, antes de o Google publicar um post no seu blog sobre o problema e a decisão de acabar com o Google+.

Em comunicado, a Google diz que não é possível confirmar quais os utilizadores afectados pelo bug em questão, mas destaca que uma análise detalhada dos perfis potencialmente afectados revela que não há evidências de utilização mal intencionada dos dados das contas. 

A companhia também refere que a Google+ continuará a ser disponibilizada ao mercado empresarial. “Decidimos focar-nos no segmento corporativo e vamos lançar novos recursos voltados para as empresas. Vamos partilhar mais informações nos próximos dias”, diz a empresa no seu blog.


Tags


Deixe um comentário

O seu email não será publicado