Projecto focado em IoT vence concurso da WeDo

O nigeriano Hilary Onuorah ganhou a final do Open Innovation 2018, com a proposta “Principled performance applied to IoT Risk Management”.

O júri do Open Innovation 2018, promovido pela WeDo, atribuiu a Hilary Onuorah, o prémio principal do concurso, durante o evento anual de utilizadores da empresa portuguesa. O nigeriano apresentou um projecto focado em IoT, intitulado “Principled performance applied to IoT Risk Management”.

Como prémio, a empresa abriu a possibilidade de implementar a ideia na sua oferta e ofereceu um cartão Amazon no valor de cinco mil euros. Os restantes finalistas apresentaram-se com os seguintes projectos:
‒ Mahfuz Alam (Bangladesh): “Risk Mitigation through Dynamic discount”;
‒ Edgar Schwartz (México), Horacio Mendez e Rose García: “Predictive Operation Forecast Model”;
‒ Luis Brás, Carlos Marques e Pedro Fidalgo (Portugal): “Market aware Fraud Management” – Portugal.

O júri foi composto por Cláudia Azevedo, CEO da Sonae IM e Rui Paiva (CEO), João Moita (COO), Bernardo Galvão Lucas (CMO) e Álvaro Ribeiro (CTO) da WeDo Technologies.

Segundo Rui Paiva, a escolha do vencedor não foi um processo simples dado o nível de inovação semelhante entre algumas das ideias. “Como tal, decidimos contar com a votação do público presente – cerca de 250 profissionais do mundo das telecomunicações – para elegerem a sua favorita”, explica.

Rui Paiva sublinha, no entanto, que “o conceito da inovação aberta passa justamente por encorajar ideias disruptivas que se poderão tornar em oportunidade de negócio muito interessantes” . E por isso acredita que nesse ponto houve ganhos para todos.

A WeDo Technologies desafiou os participantes a colocarem a sua análise em alguns temas chave deste sector, como a blockchain, RGPD, 5G, aprendizagem de máquina, entre outros. Nas ideias propostas foi valorizado potencial disruptivo e de aplicação ao mercado global, além da exequibilidade.


Tags


Deixe um comentário

O seu email não será publicado