Quidgest quer melhorar serviço com novas instalações

A tecnológica investiu seis milhões de euros nas novas instalações, a partir das quais pretende incrementar a qualidade do serviço. A empresa está a contratar e tem novas áreas de negócios a dar os primeiros passos.

João Paulo Carvalho, administrador da Quidgest

Para assinalar o 30.º aniversário, a Quidgest inaugurou as suas novas instalações, em Lisboa, a partir das quais pretende “melhorar a qualidade dos nossos serviços aos clientes nacionais e internacionais, proporcionando, ao mesmo tempo, melhores condições aos colaboradores”.

A empresa está a apostar em três novas áreas de actuação (Business Process Outsourcing, Cibersegurança e Privacidade Digital e Sensores e Indústria 4.0), continuando a dedicar-se aos serviços que tradicionalmente presta (concepção, desenvolvimento e geração automática de sistemas de informação e actividades conexas de consultoria, formação, investigação, assistência técnica e manutenção evolutiva), explicou João Paulo Carvalho, administrador da Quidgest, ao Computerworld.

“Com as novas instalações, temos uma nova logística para formação e para realização de eventos, de nossa iniciativa ou de iniciativa dos nossos parceiros”, acrescenta o administrador.  A empresa pretende ser ainda um espaço partilhado de co-inovação, com o Digital Innovation Hub, onde se desenvolvem ideias em torno de temas como Hyper Agile, DevOps, Design Thinking, Indústria 4.0, Transformação Digital.

Seis milhões de euros de investimento

A tecnológica global de origem portuguesa investiu aproximadamente seis milhões de euros nas novas instalações. Para continuar a prestar serviços de consultoria e desenvolvimento de sistemas de informação e gestão, a empresa pretende igualmente continuar a contratar. “Neste momento, temos 120 colaboradores”, nas novas instalações, existindo a possibilidade de “expansão até 180 colaboradores”, assinala João Paulo Carvalho.

Durante o corrente ano, a empresa pretende contratar 30 novos colaboradores. Sendo que, neste momento, estão 14 perfis diferentes em aberto, para múltiplas áreas de negócio. Estão entre os perfis procurados o desenvolvimento de negócio, co-inovação, consultoria internacional ou funcional, engenharia informática, data analytics, representação de dados e simulação, engenharia e gestão industrial, investigação e desenvolvimento, gestão de projectos de I&D, infra-estruturas ou segurança da informação. Para todos os perfis, explica a empresa em resposta às questões colocadas pelo Computerworld, a polivalência é uma vantagem competitiva relevante.

A Quidgest foi fundada em 1988 dedicada às áreas de consultoria e desenvolvimento de sistemas de informação de gestão. Foi uma pioneira na modelação e geração automática de software, com o software Genio. As soluções desenvolvidas têm como principal alvo instituições governamentais, organizações internacionais e grandes empresas.

A mudança para novas instalações deve-se à necessidade de um espaço próprio, da ampliação física e da possibilidade de expansão, às características funcionais do espaço, à segurança de pessoas e da informação e ainda prestígio, explica fonte oficial da Quidgest ao Computerworld. Mas, a principal razão, aponta João Paulo Carvalho: “é podermos melhorar a qualidade dos nossos serviços aos clientes nacionais e internacionais, proporcionando, ao mesmo tempo, melhores condições aos colaboradores”.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado