Wondercom facturou 17,6 milhões em 2017

Negócio de TIC cresceu 46%

Zuzana Fabianová, directora-geral da Wondercom

A Wondercom alcançou em 2017 um volume de negócios de 17,6 milhões de euros, suplantando assim os seus objectivos para o exercício fiscal, que era o de crescer a dois dígitos. Na base do crescimento, segundo um comunicado, está “a adaptação necessária ao mercado onde actua.

De acordo com o mesmo, os resultados da empresa alicerçaram-se na área de negócio de TIC que registou um crescimento cujo crescimento atingiu 46%, alimentado por uma oferta sólida e integrada.

O ano de 2017 foi crucial na construção de uma nova abordagem ao mercado com a criação da oferta “ICT made easy”, recorda a empresa. O principal objectivo foi simplificar o acesso às TIC por parte das PME e das empresas do SoHo (small and home office).

Como projectos de referência, a empresa destaca aqueles implantados sobretudo em quatro sectores:
‒ hotelaria: com a implementação da solução Wi-Fi numa cadeia de hotéis distribuída pelo país, com controladores virtuais, sistema de gestão, Captive Portal WonderGuest, e VPN entre todos os hotéis;
‒ restauração: com o desenvolvimento de uma solução de Wi-Fi para um grupo de restauração, com controladora física num local central, Captive Portal WonderGuest, e VPN entre os sites;
‒ combustíveis: instalação de uma solução de WAN, e solução Wi-Fi e segurança para 340 postos de trabalho distribuídos por Portugal;
‒ retalho: solução CCTV para lojas distribuídas em Portugal e Espanha, com possibilidade de acrescentar a um componente de analítica no futuro.

Consultoria e outsourcing representam 20% da facturação 

A área de consultadoria e outsourcing registou um crescimento de 8% em relação ao ano anterior e vem preencher a necessidade dos clientes não só na área de telecomunicações, como também na área TI. O desenvolvimento desta área foi alavancado por projectos diferenciadores com o da Colt Espanha, a Medis Ocidental, o Grupo NOS e a Vodafone. De acordo com o comunicado tem uma tendência de crescimento acentuada sendo que actualmente já representa 20% do volume de vendas da empresa

“O ano de 2017 foi para nós um ano de aposta e investimento de posicionamento da nossa oferta no mercado Empresarial. No decorrer deste ano (2018) pretendemos continuar este investimento e apostar nos serviços de gestão de desktop e hardware, enriquecendo assim a nossa oferta de TIC, bem como continuar a expandir a área de serviços que abrangem o fornecimento de competências e equipas de todo o tipo de atividades relacionado com telecomunicações e TI”, afirma Zuzana Fabianová, directora-geral da Wondercom.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado