Can a App change the world?

Pedro Pinto, CTO da InnoWave, fala, em opinião, sobre a participação no World Summit Awards, em Viena, onde confirmou que “um objectivo bem definido é o mais importante factor para o sucesso”.

De tempos a tempos somos surpreendidos pela nossa mente que nos abre portas para realidades que desconhecemos ou que estamos demasiado ocupados ou com a atenção desviada para reflectir sobre elas.

No passado mês de Março, tive a oportunidade de participar no World Summit Awards, em Viena,  um evento à escala global e apoiado pelas Nações Unidas. As próximas linhas servem como partilha do que vi, aprendi e, especialmente, do que descobri.

Sustainable development goals (SDG): em Setembro de 2015 a ONU definiu 17 objectivos, claros, mensuráveis e exequíveis(?) visando um mundo melhor e mais sustentável a ser criado, passo a passo até 2030. Cada área dentro das Nações Unidas é então medida pelo cumprimento destes 17 objectivos e, sendo esta organização representativa da grande maioria dos países, a própria humanidade passou a estar então sob avaliação global no que diz respeito à nossa vontade de os atingirmos. As gerações vindouras irão também avaliar-nos pelo que fomos e seremos capazes de cumprir.

Assumo, nunca tinha ouvido falar destes objectivos até ao mês passado. O caminho para a salvação da humanidade, ou pelo menos as pistas para tal, e eu sem fazer qualquer ideia… Claro que sei, acompanho, tenho a minha opinião, sobre o que deve e pode ser feito para melhorarmos o mundo, mas algo assim tão palpável, tão simplesmente mensurável e tão claro tinha fugido até à data da minha percepção.

Um objectivo bem definido é o mais importante factor para o sucesso. Se não soubermos para onde queremos ir, não sabemos nunca por onde ir ou qual o melhor meio para lá chegar.

Estes são os 17 objectivos: Se cada um de nós, cada empresa, cada cidade, cada país, cada cultura orientar a sua estratégia baseada nestes ou pelo menos em algum deles, estou certo que estaremos a transformar este planeta onde vivemos num mundo mais sustentável e justo para deixar às gerações vindouras.

E exemplifica, GiftedMom Cameroom é uma aplicação que envia mensagens SMS e de voz e que se propõe salvar milhares de mães e recém-nascidos. Uma grande parte das futuras mães em países sub-desenvolvidos, sofre nos últimos meses de gravidez ou após o parto um conjunto muito grande de complicações que, em muitos casos, levam à morte. Estudos médicos claramente demonstram que um acompanhamento correcto por parte de uma equipa médica e o cumprimento das datas para consultas e/ou tomadas de medicação podem reduzir até 90% das complicações referidas.

Não estamos a fazer tudo o que está ao nosso alcance com a tecnologia que está já à nossa disposição para mudarmos o mundo para melhor.

Ashumanyi Ako Agbor é um médico que, tendo acompanhado esta problemática nos últimos tempos, criou uma plataforma que recebe na primeira consulta de gestação a informação da futura mãe e contacto telefónico, passa a enviar, segundo um plano pré-estabelecido, SMS com a informação ou lembretes para tomar a medicação ou não se esquecer de ir à consulta. O recebimento deste tipo de informação aumentou drasticamente o cumprimento destas actividades, e, por consequência, a diminuição das complicações pré e pós parto.

Uma máquina de enviar SMS, que lê de um ficheiro e envia automaticamente na data pré-estabelecida… A percepção do impacto que até a mais simples tecnologia tem nos países sub-desenvolvidos ou em desenvolvimento foge-nos de avaliação na maioria do tempo, e, quando nos bate, parece um murro no estômago que nos traz de volta à realidade, a realidade dura de que não estamos a fazer tudo o que está ao nosso alcance com a tecnologia que está já à nossa disposição para mudarmos o mundo para melhor. A transformação digital do mundo é já uma realidade, não só nos países desenvolvidos como nos países sub-desenvolvidos.

Estes dois exemplos, entre outros que experenciei em Viena no último mês, mostram claramente que está nas nossas mãos, fazer mais e melhor por um mundo diferente, não há desculpas, não há razões para não o fazermos.

Há pessoas que podem pensar que já não temos solução, que não podemos inverter o caminho, eu acredito que hoje é o dia para garantirmos que ainda é possível, que há solução, que somos capazes.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado