Sophos actualiza serviço de formação e simulação

O Phish Threat 2.0 oferece mais informação analítica sobre a preparação dos funcionários, para ataques de phishing, e suporta acções em língua portuguesa.

A Sophos reforçou o seu serviço em cloud computing Phish Threat para formação e simulação de ataques de phishing, com a oferta de mais dados de analítica. Estes servirão para detectar o risco organizacional e o grau de preparação dos trabalhadores, permitindo identificar os mais vulneráveis.

O Phish Threat 2.0 foi concebido para automatizar todo o processo de formação e suporta acções em língua portuguesa. Pode ser gerido simultaneamente com o e-mail, terminais endpoint e rede desde uma consola, preparada para facilitar a optimização da gestão de risco e da resposta ao incidente, segundo o fabricante.

O serviço permite gerir simulações reais de e-mail phishing para preparar sessões de formação mais eficientes dentro da Sophos Central. Disponibiliza templates de ataques e formação em nove idiomas e são actualizados com base no conhecimento global da Sophos sobre as ameaças actuais.

“Quando são cometidos erros, os indivíduos recebem automaticamente uma formação corretiva para que aprendam com os erros cometidos”, diz um comunicado. Com dados de referência disponíveis, a formação pode ser totalmente personalizada e a informação utilizada para otimizar a política de segurança em toda a plataforma Sophos Central.

A solução pode ser usada desde centros de dados da Sophos situados na Irlanda, Alemanha ou nos EUA.


Tags


Deixe um comentário

O seu email não será publicado