Serviços partilhados da Siemens valem 60% das suas exportações

A actividade inclui os serviços de TIC e em 2018 a empresa  prevê contratar perto de 50 profissionais para a área de sistemas digitais.

Pedro Pires de Miranda, presidente executivo da Siemens Portugal

 A Siemens Portugal revelou ter ultrapassado, durante 2017, uma facturação de 100 milhões de euros em exportações. Cerca de 60% do valor refere-se aos serviços partilhados fornecidos para a rede da multinacional e naqueles incluem-se os de TIC, avançou fonte oficial.

A restante facturação é referente serviços financeiros, integrada no crescimento de 30% no volume de negócios das exportações.

A empresa pretende reforçar as suas equipas durante o ano fiscal de 2018 (começou em Outubro de 2017), com um total de 240 profissionais, para engenharia, TIC e serviços financeiros e gestão. Mais especificamente, espera ter cerca de 50 novos postos de trabalho para a sistemas digitais.

No ano passado, a empresa diz ter reforçado a sua estrutura com 253 trabalhadores, tendo terminado o ano fiscal de 2017, com um total de 2022. Durante o ano que terminou a 30 de Setembro de 2017, registou um incremento de 10% no valor total de encomendas, que atingiu cerca de 433,4 milhões de euros.

A empresa tem em Portugal centros de competências de engenharia e de tecnologias de informação e vários centros de serviços partilhados que actuam em áreas como as energias renováveis, mobilidade eléctrica, indústria e infraestruturas. A referidas unidades exportam serviços e competências de engenharia para clientes em 37 países e empregam directamente 1080 pessoas, diz um comunicado.

“Já temos em carteira encomendas no valor de 850 milhões de euros”, revela Pedro Pires de Miranda(Siemens Portugal).

O desempenho das unidades contribuiu para que, no período em análise, a Siemens Portugal tenha duplicado o seu lucro líquido, para 15,3 milhões de euros. “Atualmente, já temos em carteira encomendas no valor de 850 milhões de euros, perspetivando que esse valor possa chegar aos 900 milhões de euros até ao final do ano”, avança Pedro Pires de Miranda, presidente executivo da Siemens Portugal.

Uma das grandes apostas da empresa será “acompanhar” a transformação digital da PME portuguesas.

*Com comunicado




Deixe um comentário

O seu email não será publicado