Como está a ser aplicada a cloud on-premises da Microsoft

O Azure Stack é a versão on-premises do serviço cloud Azure da Microsoft. Permite trabalhar dados sensíveis em ambientes fechados, podendo ser migrados para a cloud pública em caso de necessidade.

A plataforma cloud Azure on-premise, o Azure Stack, já tem casos de aplicação no mundo real, em ambientes de negócio críticos. Alguns “early adopters” começaram a validar casos de uso em que é necessário segurança e ambientes de hospedagem. Partilhamos três exemplos, já em produtivo, de utilizações da solução on-premises da Microsoft em ambiente empresarial.

Azure Stack na saúde

As organizações do sector da saúde estão entre os principais candidatos à utilização do Azure Stack, porque se enquadram no modelo ao deter grandes (extremamente grandes) conjuntos de dados e clientes e porque se encontram num sector com fortes políticas regulatórias e de protecção com objectivo de manter os dados transaccionados em segurança. O Azure Stack dá resposta a este modelo ao disponibilizar às organizações do sector da saúde a escala que a cloud permite num ambiente seguro, gerido e protegido.

Além de disponibilizar operações à escala da cloud do Azure on-premise, o Azure Stack também permite aos fornecedores do sector da saúde tirar partido da Azure (pública) para desenvolvimento de aplicações e flexibilidade para hospedar aplicações no ambiente seguro on-premises.

Uma vez que o desenvolvimento de código não inclui dados sensíveis e protegidos dos pacientes, o desenvolvimento aberto numa cloud pública não é comprometido pela utilização de um ambiente de cloud partilhada

A cloud pública é óptima para o desenvolvimento de aplicações, ao permitir a uma organização programar, desenvolver, testar, lançar, testar novamente e começar tudo de novo, sem que para isso seja necessária a aquisição de hardware para um ciclo de desenvolvimento aplicacional, investimento esse que ficaria em seguida parado, por semanas ou meses, até ao próximo ciclo de desenvolvimento e lançamento. A cloud dá às organizações a flexibilidade para para utilizar grandes quantidades de recursos durante um pico de desenvolvimento, podendo posteriormente deslocar todos os sistemas e configurações até que os recursos sejam necessários novamente.

Uma vez que o desenvolvimento de código não inclui dados sensíveis e protegidos dos pacientes, o desenvolvimento aberto numa cloud pública não é comprometido pela utilização de um ambiente de cloud partilhada. Quando a aplicação estiver desenvolvida e testada pode ser simplesmente movida para o Azure Stack on-premise utilizando precisamente os mesmos estados de configuração do sistema, definições ou modelos, assegurando que as validações dev-test das aplicações  irão funcionar on-premises tal como faziam nos ciclos de testes na cloud pública da Azure.

Azure Stack na Administração Pública

Outro sector privilegiado para os primeiros projectos em produtivo do Azure Stack foi a Administração Pública. Tanto no que diz respeito a entidades governamentais internacionais, bem como determinadas empresas relacionadas com a defesa. A Microsoft tem por exemplo uma instância isolada de Azure exclusiva para as entidades governamentais norte-americanas.

O Azure Stack deu resposta às necessidades das entidades governamentais internacionais ao disponibilizar serviços cloud Azure protegidos, permitindo-lhes tirar partido do Azure tanto para recursos publicamente acessíveis e abertos, como para a gestão de recursos e conteúdos privados através do Azure Stack.

Estes colaboradores na área da defesa estão a usar o Azure público e o Azure Stack on-premises do mesmo modo que as organizações da saúde

Adicionalmente, nos EUA, um grupo inicial de entidades na área da defesa, está a tirar partido do Azure Stack para ambientes de plataformas de escala cloud seguros, fortemente geridos e de elevado desempenho. Estes colaboradores na área da defesa estão a usar o Azure público e o Azure Stack on-premises do mesmo modo que as organizações da saúde.

Deste modo, o Azure Stack dá resposta às necessidades da Administração Pública de duas formas. Por um lado, cobre as necessidades de escala do projecto para alavancar os recursos da cloud pública, consoante as necessidades, permitindo, após a conclusão do projecto, realocar esses recursos, minimizando os custos de longo prazo da compra, manutenção, suporte ou aluguer (leasing) de equipamentos.

Por outro lado, disponibiliza operações seguras para cargas de trabalho chave que obrigam a determinado nível de segurança e às quais as organizações podem aplicar práticas e políticas de segurança mais antigas. Em seguida podem utilizar instâncias cloud seguras na cloud governamental Azure.

Azure Stack em ambientes isolados

Algumas organizações desenvolvem aplicações com utilizadores que não têm conectividade de Internet de confiança. Uma destas equipas de desenvolvimento está numa parte do mundo em que a conectividade Internet é fraca. O modelo tem passado por trabalhar em sistemas isolados, utilizando contentores, que podem ser transmitidos quando a conectividade estiver operacional, ou salvos num meio físico que pode ser fisicamente transportado para o local em que o código e conteúdo é necessário.

Quando o conteúdo está criado e precisa de ser transportado, tal pode ser conseguido através das ligações seguras entre o Azure Stack on-premises e o Azure (público).

O desafio para a organização tem-se focado na segurança do desenvolvimento do código. Com vários sistemas isolados e com contentores a ser movimentados, a integridade do código ou a fuga de propriedade intelectual tem sido algo que a empresa não tem sido capaz de gerir. Com o Azure Stack, todos os utilizadores estão conectados no interior do sítio remoto. Todo o conteúdo criado mantém-se isolado no ambiente seguro e encriptado do Azure Stack. Quando o conteúdo está criado e precisa de ser transportado, tal pode ser conseguido através das ligações seguras entre o Azure Stack on-premises e o Azure (público).

Estas transferências são registadas, rastreadas e geridas, proporcionando à organização uma maneira perfeita de mover a propriedade intelectual, mantendo a integridade e a segurança do conteúdo que está em desenvolvimento.

O Azure Stack disponibiliza soluções aplicadas a casos reais que, antecipamos, possam vir a ser mais importantes, à medida que o produto tem vindo a ser desenvolvido ao longo dos últimos dois anos e meio e que estão agora disponíveis para utilizadores empresariais e entidades governamentais em todo o mundo.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado