KPMG com 60 vagas para profissionais de TI

A consultora procura engenheiros de software, administradores de sistemas, programadores de ETL/SQL e líderes de desenvolvimento em Java e .Net.

José Portugal, sócio da KPMG Portugal para recursos humanos, desempenho e cultura organizacional

A KPMG Portugal anunciou ter cerca de 60 postos de trabalho livres que pretende preencher em 2018, recorrendo a profissionais com ou sem experiência na área de TI. A subsidiária da multinacional diz estar a registar crescimento significativo no seu negócio de consultoria em TI.

Neste contexto quer reforçar a sua estrutura não só com jovens que terminem este ano a sua formação académica, mas também com profissionais experientes. A firma procura preferencialmente, finalistas de áreas como a de engenharia, informática e gestão de empresas, entre outros.

Mas mais especificamente, procura engenheiros de software, administradores de sistema, líderes de desenvolvimento em Java, .Net e para software de mobilidade, programadores para ETL/SQL e sistemas de frontend, entre outros.

José Portugal,sócio da subsidiária para recursos humanos, desempenho e cultura organizacional, refere que a consultora tem projectos “com elevada exposição internacional”. “São cada vez mais transversais e a tendência será para incorporar cada vez mais profissionais com ‘background’ em TI em todas as áreas”, acrescenta

Nasser Sattar, líder de consultoria em TI na KPMG Portugal , considera que as vagas anunciadas
“ilustram o crescimento e solidez que a KPMG tem vindo a demonstrar na área de IT Advisory,
onde temos vindo a investir fortemente, seja no crescimento orgânico ou por aquisição, como
aconteceu com a Safira em 2014”.


Tags


Deixe um comentário

O seu email não será publicado