Facebook investe em líderes, gestão e segurança de comunidades

A rede social apresentou o programa Facebook Community Leadership através do qual vai investir “dezenas de milhões de dólares” em comunidades.

A Facebook anunciou uma iniciativa global para investir em pessoas que constroem comunidades, o Facebook Community Leadership Program, durante a primeira cimeira europeia de comunidades Facebook, que decorre em Londres.

A rede social introduziu também “novas ferramentas para administradores de grupos” e a “expansão da equipa de engenharia localizada em Londres que desenvolve tecnologia para ajudar a manter as pessoas seguras no Facebook”.

O Facebook Community Leadership Program é uma iniciativa global através da qual a Facebook vai investir “dezenas de milhões de dólares”, incluindo até 10 milhões de dólares em subsídios que vão directamente para as pessoas que estão a criar e a liderar comunidades”.

A “Communities Summit Europe” contou com a participação de mais de 300 líderes de comunidades de toda a Europa, incluindo as comunidades portuguesas Portuguese Women in Tech e o Centro de Investigação em Biomedicina da Universidade do Algarve.

O Facebook Community Leadership Program foi criado para “capacitar líderes de todo o mundo que estão a construir comunidades através do conjunto de apps e serviços do Facebook”, uma necessidade partilhada regularmente pelos líderes das comunidades.

A “Communities Summit Europe” contou com a participação de mais de 300 líderes de comunidades de toda a Europa, incluindo as comunidades portuguesas Portuguese Women in Tech e o Centro de Investigação em Biomedicina da Universidade do Algarve.

Entre os apoios criados estão as oportunidades de “residência” e “fellowship”. Através da “residência” é disponibilizada formação, apoio e fundos para os líderes das comunidades em todo o mundo, incluindo cinco líderes que recebem até um milhão de dólares (aproximadamente 810 mil euros ao câmbio actual) para financiar as suas propostas. Outros 100 líderes recebem até 50 mil dólares cada para serem utilizados em iniciativas especificas da comunidade. As candidaturas para “residência” e “fellowship” estão abertas.

Vão ser expandidos globalmente os “círculos de liderança de comunidade”, depois da experiência com três grupos pilotos em 2017, nos EUA. Estes círculos juntam líderes de comunidades locais para se reunirem presencialmente e, em conjunto, aprenderam e colaborarem entre si.

Os grupos “Facebook Power Admins” estão a ser expandidos. Estes grupos contam com mais de 10 mil administradores de grupos nos EUA e Reino Unido, com o objetivo de ajudar os membros a partilhar conhecimento uns com os outros e conectá-los com a equipa do Facebook para testar novas funcionalidades e partilhar feedback.

Investimento na segurança das comunidades

Para manter os grupos seguros, organizados e envolvidos, o Facebook adicionou quatro novas características: ferramentas de administradores, anúncios de grupo, regras de grupo e personalização.

A equipa de engenheiros para a segurança de comunidades vai também ser reforçada, antecipando-se que o número de pessoas a trabalhar em Londres nessa área duplique durante o corrente ano. O trabalho de engenharia na segurança da comunidade permite encontrar e parar contas falsas, proteger pessoas contra danos (como assédio ou fraude) e melhorar formas de reportar conteúdos.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado