José Félix passou a gerir a Glovo à escala ibérica

O executivo dirigiu até meados de Janeiro a operação da plataforma de entregas, apenas em Portugal.

 

José Félix, director-geral da Glovo, para Portugal e Espanha

José Félix foi promovido a director-geral da empresa gestora da plataforma online de entregas, Glovo, para os mercados da Península Ibérica. Passou a acumular a gestão da operação em Lisboa com a de outras 12 cidades como Madrid, Barcelona e Valência.

“Após os resultados brilhantes alcançados pela equipa liderada por José Félix para a aplicação de serviços de entregas Glovo, em Lisboa, foi decidido que José Félix seria a pessoa indicada para assumir os destinos da empresa tanto em Portugal como em Espanha, onde a empresa nasceu e é líder de mercado”, refere um comunicado

O executivo fez a sua licenciatura em gestão entre Inglaterra e Espanha. Após um estágio de verão na Goldman Sachs, em Londres, aceitou a proposta para integrar a equipa focada no negócio em mercados emergentes. Nela exerceu as funções de analista financeiro durante três anos.

E em Nova Iorque colaborou com Randy Weiner, produtor de teatro, para a criação de um projecto pioneiro no “retalho experiencial”.

A diversidade de interesses para lá das finanças, levou-o a fazer um mestrado interdisciplinar entre várias faculdades de Harvard e MIT. “Na Harvard Business School integrou e destacou-se em algumas aulas do famoso MBA, mas foi no MIT Media Lab (…) onde se sentiu verdadeiramente em casa”, acrescenta ainda a nota de imprensa.

Já em Bogotá desenvolveu um plano de negócios para uma incubadora tecnológica na área da educação. E em Nova Iorque colaborou com Randy Weiner, produtor de teatro, para a criação de um projecto pioneiro no “retalho experiencial”.

Mas foi na Harvard Business School, onde teve o primeiro contacto mais directo com o sector de retalho, que colaborou num projeto de e-commerce para Chiara Ferragni, figura mundial da moda.


Tags


Deixe um comentário

O seu email não será publicado