Intel avança “patch” para Specter nos Skylake

Mas ainda não revelou quando haverá correcções para a vulnerabilidade em sistemas Broadwell e Haswell.

Utilizadores de PC com processador Skylake que recebam novo software para corrigir a falha de segurança Specter, podem avançar com a sua instalação, garante a Intel. Cerca de duas semanas após ter recomendado a paragem e reversão da aplicação do patch inicial para a Specter e a Meltdown a empresa anunciou revelou ter enviado novo código aos seus parceiros fabricantes de PC.

Segundo a Intel, a correcção mais recente resolve os problemas das anteriores, que provocavam instabilidade dos sistemas. Mas para já os novos “patches” abordam apenas um subconjunto dos utilizadores afectados: especificamente aqueles que possuem equipamento com processadores Core ou Core m da geração Skylake.

A 22 de Janeiro, a Intel disse que tinha começado a testar uma correção para os PC com processadores Haswell e Broadwell, mas não enviou o código de correcção aos seus parceiros. Um porta-voz da Intel não respondeu imediatamente a uma pergunta enviada por e-mail sobre quando esses “patches” estarão disponíveis.

Num blogue da empresa, a Intel apenas diz que deverá disponibilizar correcções para “mais plataformas nos próximos dias”, depois de o ter feito para os Skylake, no “início da semana”.

A Intel disse que o código foi aprovado para os chips Skylake U, Y, H e S, bem como para o U23e. 

“Continuamos a disponibilizar actualizações de micro-código em versão beta para que clientes e parceiros tenham a oportunidade de realizar testes exaustivos antes de os transporem para produção”, escreveu Navin Shenoy, vice-presidente executivo e director-geral para o Data Center Group na Intel.

A Intel disse que o código foi aprovado para os chips Skylake U, Y, H e S, bem como para o U23e. As actualizações da Intel vêm como parte de um novo documento que mostra o progresso das revisões do micro-código. O suporte deverá ser actualizado ao longo do tempo.

O que os utilizadores precisam de fazer? Aplicar so “patches”. O próprio Shenoy, coloca o assunto da melhor forma: “em última análise, essas actualizações serão disponibilizadas na maioria dos casos através de actualizações de firmware OEM”.

O responsável procura ainda enfatizar o quanto é crítico manter os seus sistemas actualizados. “Estudos dizem que há frequentemente um atraso substancial desde momento no qual as pessoas recebem as actualizações até as implementarem. No ambiente de actual, isso deve mudar. “


Tags


Deixe um comentário

O seu email não será publicado