Como evitar o uso dos PC para a extracção de criptomoeda

Alguns sites têm a capacidade de usar a capacidade de computação dos computadores, enquanto os utilizadores vão navegando.

Certos sites podem estar a usar os PC de visitantes para fazer extracção de criptomoedas, como forma de substituir a apresentação de publicidade. A prática pode tornar-se legítima, ao fazê-lo sem consentimento do utilizador é um problema de cibersegurança.

Contudo supondo que os visados sabem o que estão a fazer ao permiti-lo e podem prescindir de alguma quantidade de recursos do computador, a opção é interessante.

Dispensar uma pequena porção de poder de processamento, em troca de não ver qualquer publicidade constitui contrato que algumas pessoas gostariam de fazer. Mas não havendo consentimento a questão é diferente.

O portal Pirate Bay foi acusado dessa prática e considerando que é um dos sites mais populares do mundo, a notícia tem tido um grande impacto. Há formas de o evitar.

Depois de chegar à janela “Add-filter”, no Adblock Plus,  adiciona-se uma nova entrada, digita-se “coin-hive.com/lib/coinhive.min.js” e clica-se em adicionar.

O Adblock Plus é uma extensão de browser que permite obter um maior controlo sobre a sua experiência do utilizador online. E pode bloquear o código usado por sites suspeitos de se aproveitarem da capacidade dos PC dos consumidores.

Para activar a extensão do browser é preciso aceder as relativas aos “Add-ons” (Firefox) ou “Extensions” (Chrome). No conjunto surge o Adblock Plus e nas opções há aquela que diz “Add Filter”.

Depois de abrir essa parte, adiciona-se uma nova entrada, digita-se “coin-hive.com/lib/coinhive.min.js” e clica-se em adicionar.

Interessa também ver já existe algum software malicioso no PC capaz de fazer a “mineração” de criptomoeda, dissimuladamente. Nesta tarefa a ferramenta Malware Bytes, é considerada por muitos especialistas para lida com possíveis infecções.




Deixe um comentário

O seu email não será publicado